Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Trinta e seis concelhos de seis distritos em risco máximo de incêndio

Risco de incêndio vai manter-se elevado em algumas regiões do continente pelo menos até sexta-feira.
Lusa 12 de Julho de 2021 às 07:50
A carregar o vídeo ...
Trinta e seis concelhos de seis distritos em risco máximo de incêndio
Trinta e seis concelhos dos distritos de Faro, Santarém, Portalegre, Castelo Branco, Guarda e Bragança apresentam hoje um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em risco máximo de incêndio estão os concelhos de Aljezur, Lagos, Portimão, Monchique, Silves, Loulé, São Brás de Alportel e Tavira (Faro), Chamusca, Constança, Vila Nova da Barquinha, Abrantes, Sardoal, Tomar, Ferreira do Zêzere, Mação (Santarém), Proença-a-Nova, Vila de Rei, Vila Velha de Ródão, Castelo Branco e Fundão (Castelo Branco).

Também os concelhos de Gavião, Nisa, Castelo de Vide, Portalegre e Marvão (Portalegre), Figueira de Castelo Rodrigo (Guarda), Freixo de Espada à Cinta, Torre de Moncorvo, Alfândega da Fé, Mogadouro, Macedo de Cavaleiros, Mirandela, Miranda do Corvo, Bragança e Vimioso (Bragança) estão hoje em risco máximo de incêndio.

O IPMA colocou também vários concelhos de todos os distritos, exceto Viana do Castelo, em risco muito elevado e elevado de incêndio.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O risco de incêndio vai manter-se elevado em algumas regiões do continente pelo menos até sexta-feira.

Ver comentários