Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Trio de gatunos esvaziou duas vivendas em Lagoa

A GNR está a investigar uma série de furtos praticados no concelho de Lagoa e já identificou três indivíduos, tendo recuperado este fim-de-semana uma grande quantidade de material que tinha sido furtado de duas vivendas na zona de Albandeira, Porches.
20 de Março de 2006 às 00:00
Duas vivendas, desabitadas nesta época do ano,
Duas vivendas, desabitadas nesta época do ano, FOTO: José Carlos Campos
Segundo o CM apurou, o principal suspeito, de 22 anos e o único já constituído arguido, terá praticamente ‘esvaziado’ as referidas moradias – uma delas propriedade de um cidadão alemão e outra de um português, ambas desabitadas nesta altura do ano – em várias ‘visitas’, transportando depois o material para uns anexos em ruínas e um galinheiro na área de Crastos (Lagoa), onde se encontrava alojado desde há algum tempo.
Testemunhas confirmaram ao CM que o indivíduo, que veio de Lisboa para o Algarve há cerca de oito meses, era visto a passar com vários objectos “nas mãos e até às costas”, o que já tinha levantado suspeitas. Há alguns dias, o suspeito, que estava sem trabalhar há meio ano, fora mesmo visto, nos Crastos, a “usar um bom computador, com uma série de garrafas de uísque ao lado”.
O gatuno actuava sobretudo durante a noite e transportava o produto do furto a pé, percorrendo para tal uma distância de cerca de 1,5 quilómetros, em‘corta-mato’, através de vegetação.
A operação que levou à apreensão do material furtado, avaliado em vários milhares de euros, foi conduzida pela GNR de Armação de Pêra e de Lagoa, que encheram várias viaturas com os artigos em causa.
O indivíduo confessou a autoria de ambos os assaltos, que terão sido efectuados com a alegada cumplicidade de mais dois jovens, de 21 e 15 anos, residentes na zona e também já identificados pelas autoridades.
Os assaltos foram perpetrados por meio de arrombamento de portas e janelas. O processo encontra-se neste momento em fase de inquérito.
LEVOU DE ROUPA A TELEVISÕES
Entre as peças furtadas, no valor de vários milhares de euros, encontravam-se artigos de vestuário, um leitor de DVD, um computador com écran de plasma, uma impressora, um scanner, um vídeo, um amplificador, um gerador, pilhas, relógios, material de escritório (desde resmas de papel até agrafadores e cola), raquetes de ténis, canas de pesca, um fato de bodyboard e pranchas, bem como muitas garrafas de bebidas alcoólicas, nomeadamente de vinho, uísque e gin. Muitas destas garrafas tinham, aliás, sido escondidas temporariamente pelos gatunos atrás de uma rocha na Praia do Barranco.
A GNR apreendeu ainda um televisor com um écran de 70 cm, deixado no percurso entre as vivendas assaltadas e os anexos onde o principal suspeito se encontrava alojado, na zona de Crastos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)