Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

TRIPAS À BORLA PARA DOIS MIL

Cerca de duas mil pessoas, ‘tripeiros’ (e não só), de todas as idades, estiveram ontem nos jardins do Palácio de Cristal do Porto, a participarem na segunda edição da Festa da Partilha, evento organizado pela Confraria das Tripas à Moda do Porto.
7 de Junho de 2004 às 00:00
Os jardins do Palácio de Cristal acolheram a megarefeição
Os jardins do Palácio de Cristal acolheram a megarefeição FOTO: Baía Reis
A refeição foi gratuita, porque a iniciativa teve como único objectivo angariar fundos para a Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral-Núcleo do Norte, instituição ligada ao desenvolvimento e apoio a pessoas afectadas por esta doença.
Para tal, foi colocado no recinto um mealheiro onde as pessoas depositavam as suas ofertas. No ano passado, o produto da iniciativa reverteu a favor da Casa do Gaiato.
Hélio Loureiro, um dos fundadores da confraria e chefe de cozinha do Porto Palácio Hotel, disse ao CM que é segunda vez que o evento se realiza.
Segundo este responsável, “nesta megarefeição utilizaram-se 950 kg de tripa, 200 kg de arroz, 60 kg de salpicão, 60 kg de chouriço, 110 kg de frango, 250 kg de orelheira, igual quantidade de chispe e 300 kg de dobrada”.
À espera na fila dos comensais estava o professor Daniel Serrão, médico e cientista, que louvou a iniciativa dizendo que “as tripas são um prato agradável quando bem condimentadas. Neste caso, para dar a comer a tanta gente parece que houve a reedição do milagre dos pães”.
Ver comentários