Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Turista morre afogada no mar em frente à mãe

Nadadora-salvadora, bombeira, atirou-se à água, com um colega. Ficaram feridos.
Patrícia Lima Leitão e Nelson Rodrigues 2 de Setembro de 2016 às 01:45
Mulher foi atirada pela força das ondas contra as rochas
Mulher foi atirada pela força das ondas contra as rochas
Uma turista de 32 anos e de nacionalidade espanhola morreu afogada, ontem de manhã, no mar, na praia dos Banhos, em Vila do Conde.

Era mais um dia de férias com a família, em Portugal, para a mulher, que estaria a trabalhar atualmente na Alemanha. Pelas 11h00, a bandeira era a amarela e a ondulação muito forte, mas Susana Lavarez arriscou entrar na água, numa zona não concessionada da praia.

"Quando me apercebi, estava a mulher em dificuldades no mar. Chamou pela mãe, aos gritos, a pedir ajuda para que a salvasse", contou ao Correio da Manhã uma testemunha.

A vítima foi arrastada pela ondulação, instantes depois, para uma área rochosa, já vigiada, onde terá embatido com a cabeça e perdido os sentidos.

Dois nadadores-salvadores foram em seu auxílio. A operação foi dificultada pelas condições do mar e por se tratar de uma mulher com mais de 100 quilos de peso. A nadadora salvadora, Susana Cruz, de 20 anos e bombeira na corporação da Trofa, sofreu alguns cortes em várias partes do corpo e teve de ser hospitalizada. O colega, de 22, foi assistido no local. "Eles os dois são uns heróis. Estavam a lutar na água de uma forma que eu nunca vi igual", afirmou a testemunha, acrescentando que a operação de resgate durou quase uma hora e alguns populares chegaram a entrar na água para ajudar. Apesar dos esforços, a mulher morreu no local. A mãe e o pai - que chegou mais tarde - ficaram em choque.
turista afogamento mãe morte Nadadora-salvadora bombeira feridos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)