Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Turistas são alvo de 5% dos crimes

PSP registou no ano passado 321 crimes contra estrangeiros, menos 18 do que em 2015.
Pedro F. Guerreiro 8 de Junho de 2017 às 08:18
Furto de carteiras é dos principais crimes de que os turistas são alvo
Furto de carteiras é dos principais crimes de que os turistas são alvo FOTO: Miguel Veterano
A PSP registou, em 2016, 321 crimes contra turistas estrangeiros no Algarve. O número, inferior aos 339 registados pela mesma força de segurança no ano anterior, representa cerca de 5 por cento da criminalidade na região na área da PSP (6228 ocorrências).

Segundo os indicadores, revelados terça-feira durante a apresentação do reforço de efetivos de segurança para o verão, os turistas de nacionalidade inglesa são os mais visados por crimes na região (15,9% do total), seguindo-se os alemães (13,1%) e os franceses (10,6%).

Entre os crimes mais comuns contra turistas estrangeiros nas zonas com jurisdição da PSP estão os furtos em veículos motorizados (63), furtos por carteiristas (54) ou furtos em residências, com recurso a arrombamento, escalamento ou chaves falsas (45).

Para fazer frente ao aumento da população da região no verão, e consequentemente do número de crimes, o Comando Distrital da PSP de Faro, que conta 879 elementos, vai ser reforçado entre 19 de junho e 17 de setembro com mais 29 equipas do Corpo de Intervenção da Unidade Especial da Polícia e quatro equipas de prevenção e reação imediata (duas em Faro e duas em Portimão, com as respetivas viatura de apoio).

Um reforço que, segundo a ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, vai servir para consolidar a imagem da região e do País junto dos turistas estrangeiros como um dos destinos "mais seguros do Mundo".
turistas crimes Algarve carteiras
Ver comentários