Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Urgências sem médicos 2 horas

Utentes do Serviço Nacional de Saúde foram prejudicados.
Helena Silva 8 de Abril de 2015 às 08:30
Leonel Rosa foi um dos utentes prejudicados pela falha na Urgência do hospital de Alcobaça
Leonel Rosa foi um dos utentes prejudicados pela falha na Urgência do hospital de Alcobaça FOTO: Rui Miguel Pedrosa

Uma falha na mudança de turno, ontem de manhã, deixou a Urgência do hospital de Alcobaça sem médicos cerca de duas horas. A empresa que presta esse serviço, exterior à unidade hospitalar, já abriu um inquérito para apurar as responsabilidades.

Leonel Rosa chegou à Urgência pelas 07h30, com o pai, de 55 anos, que sofre de problemas cardíacos e se sentiu mal. "Fomos informados de que não havia médico e teríamos de esperar", conta. Só depois das 09h00 é que foram atendidos, mas por "um médico internista". A situação na Urgência, segundo se deu conta Leonel Rosa, só foi solucionada algum tempo depois.

Havia outros doentes à espera. Pelo menos um deles terá saído, por sua iniciativa, para procurar apoio noutro hospital, apurou o CM. O pai de Leonel permaneceu, depois, internado em observação e recebeu alta já durante a tarde. O Centro Hospitalar de Leiria, que gere o hospital de Alcobaça, esclareceu, em comunicado, que se tratou de "um episódio pontual" e que se deveu "ao atraso na entrada dos profissionais do turno da manhã".
hospital de Alcobaça Centro Hospitalar de Leiria saúde hospitais urgências médicos