Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Utentes contra portagens

O ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, Mário Lino, anuncia hoje a Concessão da Grande Lisboa, consórcio que vai construir as auto-estradas referentes aos itinerários complementares 16 e 30 (IC16 e IC30), ambas com portagens.
27 de Novembro de 2006 às 00:00
Na estrada mais congestionada da Europa circulam 145 mil carros por dia; o crescimento da população é a causa principal
Na estrada mais congestionada da Europa circulam 145 mil carros por dia; o crescimento da população é a causa principal FOTO: Pedro Catarino
Um dos argumentos apontados pelo Governo para a aplicação de portagens nestas vias é a existência do IC19 como alternativa. No entanto, Adelina Machado, da Comissão de Utentes do IC19, contesta a aplicação de portagens no IC16 e no IC30, sublinhando que, “desta forma, estas vias não irão retirar carros do IC19, mas sim levar ainda mais viaturas para a estrada mais congestionada da Europa, onde já circulam 145 mil veículos por dia”.
Com o objectivo de aumentar a fluidez do tráfego, Mário Lino deverá hoje anunciar o alargamento do IC19 nos cinco quilómetros em falta, entre o Cacém e Ranholas. Ao fim de seis anos de trabalhos, o alagamento de duas para três faixas está completo em seis quilómetros de troço. A conclusão das obras está agora a cem metros do nó de acesso ao Alto do Cacém, permanecendo mais cinco quilómetros em construção. A conclusão deste troço está prevista para dentro de um mês. O IC19 serve uma população de perto de meio milhão de habitantes, que cresceu 40 por cento nos últimos dez anos.
Para resolver os problemas de mobilidade nos transportes, a Comissão de Utentes da linha de Sintra aguarda de Mário Lino “um compromisso claro de que as obras de modernização da linha de Sintra – que contam com cerca de 16 anos – tenham finalmente um fim”.
“Vivemos uma situação insustentável com a não construção das novas estações de Agualva-Cacém e de Barcarena. Já morreram várias pessoas nestes dois locais e, só na semana passada, houve mais duas vítimas mortais na Estação de Agualva”, disse Rui Ramos, presidente da comissão.
O mesmo responsável disse ao CM ter a informação de que o início da construção destas estações será em 2008 e ficarão concluídas quatro anos depois.
MÁRIO LINO OUVE POPULAÇÃO
Como acabar com os problemas de trânsito e de transportes que todos os dias cerca de meio milhão de pessoas que utilizam o Itinerário Complementar 19 (IC19) e a linha de Sintra enfrentam? A resposta vai ser dada na próxima quarta-feira pelo ministro das Obras Públicas e Transportes, Mário Lino, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra.
O ministro vai apresentar a continuação do alargamento para três faixas do IC19 entre o Cacém e Ranholas, a construção das auto-estradas com portagens dos IC30 e IC16, a conclusão da CRIL entre a Buraca e a Pontinha e a continuação das obras de quadruplicação da linha de Sintra entre o Cacém e Monte Abraão. Mas as explicações de Mário Lino serão contestadas pela Comissão de Utentes do IC19, que promete confrontar o ministro com a lentidão do alargamento do IC19 e protestar contra as portagens no IC16 e IC30. Críticas também surgirão da Comissão de Utentes da Linha de Sintra face ao atraso das obras.
No debate estarão ainda o presidente da Câmara de Sintra, Fernando Seara, e o líder da oposição no segundo concelho mais populoso do País, João Soares. Da câmara esperam-se soluções para o calvário da circulação automóvel dentro das localidades.
NORTE-SUL PRONTO EM MARÇO
A conclusão do Eixo Norte-Sul, em Lisboa, vai ser uma realidade até Março, segundo avançou ao CM a Estradas de Portugal. A maior obra da empresa, neste momento, representa um investimento de cerca de 30 milhões de euros, pagos em 85 por cento pelos Fundos de Coesão da União Europeia, e tem uma extensão de três quilómetros, entre o nó da Av. Padre Cruz e a CRIL. Esta é uma das vias que serão entregues à Concessão da Grande Lisboa e integra as novas acessibilidades à capital que o ministro das Obras Públicas, Mário Lino, divulga hoje.
A Concessão da Grande Lisboa vai construir 25 quilómetros de auto-estrada para completar os troços já existentes do IC16 e do IC30. A concessão efectuará também a manutenção de 66 quilómetros do IC19, IC2, CRIL e Eixo Norte-Sul.
SEM FIM À VISTA
COMBOIO
A muito aguardada quadruplicação da linha de Sintra entre o Cacém e Monte Abraão permitirá ter mais comboios a circular. Em falta estão as novas estações de Barcarena e Agualva-Cacém. Outra falha é a recuperação do Túnel do Rossio.
POLÉMICA NA CRIL
A Comissão de Moradores de Santa Cruz de Benfica contesta a solução apresentada pelo Governo para a CRIL, entre a Buraca e a Pontinha. Os moradores alegam que o bairro fica prejudicado perante uma solução mais cara, que favorece a urbanização da Falagueira.
CIRCULAR NO CACÉM
Com cem mil habitantes, Agualva-Cacém (a quinta maior cidade da Grande Lisboa, depois da capital, Amadora, Odivelas e Almada) vive o caos diário do trânsito. As obras do programa Polis são a causa principal; a falta das circulares nascente e poente fazem o resto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)