Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Utentes reclamam bilhete simples

Os utentes dos barcos que efectuam as ligações entre Setúbal e Tróia (Grândola) contestam a decisão da empresa Atlantic Ferries de apenas vender bilhetes de ida e volta para os passageiros que se desloquem entre as duas margens do Sado sem carro.
9 de Abril de 2012 às 01:00
Atlantic Ferries obriga utentes a comprar bilhetes mesmo que estes não precisem deles
Atlantic Ferries obriga utentes a comprar bilhetes mesmo que estes não precisem deles FOTO: Rui Minderico

O preço do bilhete de ida e volta é de 5,50 euros para adultos e de 2,70 euros para crianças. Os catamarãs, embarcações destinadas em exclusivo a utentes sem veículo automóvel, efectuam a ligação entre Setúbal e Tróia das 06h20 à 01h00. O serviço é utilizado diariamente por milhares de passageiros – muitos vivem em Setúbal e trabalham no comércio em Tróia.

José Gonçalves, responsável pela área do turismo da Câmara Municipal de Setúbal, entende que "a opção da empresa é contestada, em particular, por só haver duas máquinas automáticas de venda de bilhetes". "Em momentos de maior procura a insuficiência de máquinas acaba por desorganizar tudo", acrescenta.

A dificuldade em compreender a venda de bilhetes foi ontem vivida por Natália Franco, de 46 anos, ajudante de cozinha e residente em Setúbal. Natália deslocou-se ao cais para ver embarcar o filho.

Os bilhetes, além de caros, têm a complicação acrescida da obrigatoriedade de só poderem ser adquiridos para ida e volta, mesmo que o cartão recarregável tenha viagens disponíveis para um dos sentidos.

"O meu filho foi para Tróia, à noite vem de carro com amigos, por Alcácer do Sal, mas já não vai poder utilizar o bilhete de regresso quando for novamente para Tróia. Isto não faz sentido nenhum", lamenta.

SETÚBAL TRÓIA UTENTES BILHETE TRANSPORTE BARCOS
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)