Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Valormed pode perder licença

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) poderá retirar a licença à entidade gestora das embalagens de medicamentos fora de uso, a Valormed, por incumprimento na reciclagem e por enviar para queima todos os resíduos entregues pelos portugueses nas farmácias. Até agora, nenhuma embalagem de medicamentos foi recliclada por esta empresa.
28 de Outubro de 2008 às 13:12
Valormed pode perder licença
Valormed pode perder licença FOTO: d.r.

A Valormed tem atribuída uma licença até 2011 sendo obrigada a reciclar nos próximos três anos pelo menos 55 por cento dos resíduos de medicamentos, mas esta empresa ainda não tem uma unidade de triagem para separar papel e cartão, vidro, plástico e alumínio, tendo enviado no ano passado mais de 630 toneladas de embalagens de medicamentos fora de uso para queima em incineradoras.

Do ponto de vista ambiental, a queima é mais prejudicial para o Ambiente por ser responsável pelo aumento das emissões de dióxido de carbono para a atmosfera, enquanto a reciclagem permite poupar emissões pela reutilização que faz dos resíduos.

"Já notificámos a Valormed da situação de incumprimento e aguardamos uma solução. No limite, a licença atribuída por despacho conjunto dos ministros da Economia e do Ambiente pode ser caçada. Mas isso é uma situação extrema, pois ainda esperamos que se resolva", afirmou a sub-directora da APA, Luísa Pinheiro.  

 

Ver comentários