Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

VATICANO FICOU CHOCADO

Confirma-se que está instalado o mal estar na Cúria Romana por causa do ecumenismo em Fátima. A única jornalista vaticanista em Portugal, Aura Miguel, disse ao CM que “não há fumo sem fogo”.
30 de Setembro de 2004 às 00:00
Jornalista da Rádio Renascença, Aura Miguel relembrou ontem na antena da estação católica as apreensões que a oração do sacerdote hindu na capelinha das aparições provocaram nalguns meios católicos e as explicações ambíguas de monsenhor Luciano Guerra, reitor do Santuário.
A jornalista revelou conhecer apreensões em alguns sectores da Cúria Romana e explicou não ser “suposto os hindus fazerem celebrações na capelinha das aparições como não é suposto celebrar missa num templo budista”.
O Verão foi particularmente agitado para a Nunciatura Apostólica em Lisboa. O CM apurou que em Julho, Agosto e Setembro houve contactos e audições. A lista que ontem algumas entidades eclesiásticas afirmaram não existir, afinal foi mesmo discutida e dela a Nunciatura enviou informações para o Vaticano. Em segredo, alguns leigos portugueses com o estatuto de conselheiros do Papa foram consultados sobre o nome adequado para o desempenho das funções de bispo na diocese de Leiria-Fátima. D. Serafim, o actual bispo, não chegou a dizer ontem à Imprensa que há um nome em estudo. É que foi o próprio D. Serafim quem “solicitou um bispo auxiliar para a sua diocese”.
D. Serafim Ferreira da Silva tem 74 anos e a nomeação de um bispo auxiliar é tida como o passo ideal para uma substituição discreta na diocese. Aliás, em declarações feitas ontem à TSF, o bispo disse “não ter conhecimento oficial de eventuais críticas”. “Oficial” é a expressão politicamente correcta, já que confundir movimentos canadianos com cardeais conservadores de Roma não terá sido a melhor defesa. A necessidade de convocar uma conferência de imprensa para um desmentido revelou o nervosismo que se viveu no Santuário. O Papa esteve de facto com o Dalai Lama, mas a expressão levar longe de mais o sentido ecuménico é romana e não canadiana.
Aura Miguel – que escreveu recentemente o segundo livro sobre João Paulo II e é reconhecida como a portuguesa melhor informada sobre a Cúria Romana – disse que foi João Paulo II quem teve a iniciativa dos encontros ecuménicos de Assis, mas também deixou sempre bem delimitados os diferentes campos da oração.
Também a TSF confirmou ontem mesmo que alguns bispos ligados a movimentos mais tradicionalistas tinham pedido a cabeça do Reitor do Santuário, monsenhor Luciano Guerra. As pressões da Cúria Romana para a substituição do reitor não são novas. Já este ano, Luciano Guerra foi instado a explicar-se sobre a presença do sacerdote hindu na capela das aparições. Considerado agora o elo mais fraco, o reitor deverá ser substituído pelo próximo bispo titular de Leiria-Fátima. Ao jornal electrónico ‘Portugal Diário’, D. Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas, esteve perto da verdade afirmando que o que estava a ser atacado era o trabalho do reitor do Santuário e de D. Serafim. O ataque veio dos cardeais romanos.
REACÇÕES
REITOR ATÉ 2007
O Reitor do Santuário de Fátima, Monsenhor Luciano Guerram, reafirmou ontem a sua disponibilidade para se manter em funções até à conclusão da nova basílica, em 2007. Admite que a abertura ao diálogo inter-religioso cause algum desconforto em sectores católicos conservadores, fazendo com que “a Santa Sé se torne mais sensível a estes movimentos”.
CONCORDÂNCIA
O bispo D. Tomáz Nunes nega que a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) tenha sido contactada para substituir o bispo de Leiria-Fátima, explicando que qualquer nomeação de um bispo passa pela Nunciatura e não pela CEP. Em relação à abertura do Santuário de Fátima a outras religiões, cristãs ou não, D. Tomáz Nunes esclarece que tiveram a “concordância” da CEP.
BISPO SAI EM 2005
O bispo da Diocese Leiria-Fátima, D. Serafim Ferreira e Silva, não comentou ontem a sua eventual substituição. Em declarações anteriores já havia afirmado que tencionava “pedir a resignação de bispo diocesano em Junho de 2005”, quando completasse 75 anos, por se sentir “cansado”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)