Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Veleiro-mistério visitou Marrocos

Marrocos terá sido a última paragem do misterioso veleiro ‘Zeelana’, que apareceu anteontem à deriva ao largo de Tavira, sem sinal dos tripulantes.
28 de Dezembro de 2008 às 00:30
Polícia Marítima e PJ procuram pistas para perceber o que aconteceu ao velejador russo Ignat e aos seus companheiros, a bordo do ‘Zeelana’
Polícia Marítima e PJ procuram pistas para perceber o que aconteceu ao velejador russo Ignat e aos seus companheiros, a bordo do ‘Zeelana’ FOTO: Sandra Sousa Santos

A embarcação tem bandeira sueca, mas ao que o CM apurou, o proprietário é russo. A Polícia Marítima rebocou o ‘Zeelana’ até ao porto de Olhão e está a investigar o que terá acontecido aos tripulantes, já que não houve nenhum pedido de socorro da parte da embarcação.

A Polícia Judiciária (PJ) já foi chamada para investigar se existem vestígios de um alegado crime no interior do barco desportivo, que antes de Marrocos terá atracado nas ilhas dos Açores e Madeira, em Setembro (ver apoios).

Numa primeira análise "não foram encontrados sinais evidentes de sangue ou de luta a bordo", disse ao CM fonte ligada à investigação. No entanto, foram feitas várias recolhas de vestígios para análise.

Ao que foi possível apurar, a embarcação não tem registo de qualquer ligação a actividades ilícitas. No entanto, todas as hipóteses estão em aberto: acidente; incidente criminoso; ligação ao tráfico de droga ou abandono voluntário da embarcação.

O proprietário, de nacionalidade russa, apresenta-se num blogue dedicado ao barco ‘Zeelana’ com o nome de Ignat e tem cerca de 35 anos. Diz ser velejador de profissão. Também num grupo criado no Google, para comunicar com amigos, deixa informações sobre os vários locais por onde já passou, fazendo referência a mais três companheiros russos a bordo.

Mas foi no site inglês Lista Light, dedicado à vela, que Ignat deixou a última mensagem, a 21 de Novembro. Em poucas palavras faz referência que está em Marrocos e que pertence à Federação Russa, sem avançar mais comentários.

As autoridades portuguesas tentaram durante todo o fim-de-semana contactar os consulados da Suécia e da Rússia em Portugal, mas até ontem os contactos não tiveram resultados.

VIAGEM

INÍCIO NA SUÉCIA

Segundo os registos do veleiro ‘Zeelana’, colocados na internet, o início da viagem terá sido em Helsinborg, na Suécia.

LISBOA EM MAIO

No final de Maio, o veleiro chegou a Lisboa, depois de passar por Dinamarca e França. Seguiu depois para os Açores e para a Madeira.

MARROCOS

A 22 de Setembro o velejador refere que chegou a Marrocos, com dois amigos. Num site inglês, a 21 de Novembro, refere que continua em Marrocos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)