Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Videntes por Maddie

Jonathan Cainer, um dos mais famosos e bem pagos astrólogos ingleses, mostrou-se disponível para formar um corpo de profissionais do paranormal, para auxiliar as forças policiais britânicas e portuguesas na busca por Madeleine McCann.
10 de Novembro de 2007 às 00:00
Ajuda Astrológica surge no dia do lançamento do livro ‘Maddie 129’
Ajuda Astrológica surge no dia do lançamento do livro ‘Maddie 129’ FOTO: Natália Ferraz
O vidente quer vender a luxuosa mansão onde vive, situada no condado de York, no centro de Inglaterra, e com esse negócio arranjar fundos para arrancar com o Instituto Internacional da Intuição.
Trata-se de um órgão multinacional e aberto a videntes e astrólogos de todas as tendências. Jonathan Cainer acredita que a convergência de esforços e a criação do Instituto Internacional da Intuição podem ajudar, de facto, a encontrar uma solução para o desaparecimento de Madeleine McCann.
“Eu próprio já tentei, sem sucesso, encontrar respostas para o desaparecimento da menina”, disse o astrólogo em declarações ao jornal inglês ‘Daily Telegraph’.
Assim, Jonathan Cainer propõe que sejam criadas “regras únicas de trabalho para os profissionais do paranormal que colaboram com as autoridades policiais”. “De certeza que, com os ensinamentos que iríamos recolher uns dos outros, as possibilidades de sucesso seriam muito maiores”, referiu Cainer.
Também no Chile, onde o Presidente da República, Cavaco Silva, se encontra em visita oficial, a vidente Isabel Cristina Ávila declarou ao jornal local ‘La Cuarta’ estar a aguardar por um convite de uma televisão portuguesa (a RTP), para se deslocar ao nosso país e ajudar a encontrar Madeleine McCann.
A viagem de Isabel Ávila a Portugal nunca chegou a ser ponderada. A RTP queria apenas fazer um apontamento de reportagem com a vidente chilena, que assegura já ter entregue no consulado português em Santiago um mapa com a localização exacta do corpo da menina.
LIVRO SOBRE MADDIE
Entretanto, foi apresentado, ao final da tarde de ontem, na Livraria Bulhosa, em Lisboa, o livro ‘Maddie 129’. Da autoria dos jornalistas Hernâni Carvalho e Luís Maia, o livro é “um trabalho jornalístico” sobre os 129 dias em que os pais de Maddie McCann estiveram em Portugal.
Ainda neste mês, deverá também sair para as bancas ‘Por que adoptámos Maddie’. Assinado pelo jornalista da RTP Luís Castro, o livro pretende, segundo o autor, ser uma reflexão sobre o fenómeno em que se transformou o desaparecimento da pequena Madeleine.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)