Vídeos apagados antes do crime

Os dois vídeos que antecederam o homicídio do advogado Cláudio Mendes, em Fevereiro de 2011, na Mamarrosa, Oliveira do Bairro, terão sido eliminados do iPhone da jovem que fez as gravações antes do crime. Segundo um relatório ontem citado pelo juiz, durante o julgamento no Tribunal de Anadia, os dois ficheiros que desapareceram terão sido eliminados antes da criação dos vídeos que reproduzem o momento em que Ferreira da Silva disparou sobre o ex-genro.
04.10.12
  • partilhe
  • 0
  • +
Vídeos apagados antes do crime
O engenheiro Ferreira da Silva está a ser julgado pela morte a tiro, e com a neta ao colo, do ex-genro Foto Eduardo Martins

De acordo com o relatório citado, se tivessem sido apagados posteriormente poderiam ter sido recuperados nas pe-ritagens feitas porque os respectivos blocos de memória ainda estariam intactos.

A questão foi abordada após ter sido ouvido o inspector-chefe da PJ de Aveiro, que garantiu ter-se limitado a copiar o ficheiro vídeo indicado pela proprietária do iPhone. A testemunha disse desconhecer que algum ficheiro tenha sido eliminado. A defesa do arguido solicitou que na sequência do depoimento do inspector-chefe, o perito que fez o relatório preste mais esclarecimentos.

Na sessão de ontem foi ainda ouvida uma amiga da juíza Ana Joaquina, filha do arguido. Teresa Coimbra disse ter ficado com a ideia de que Ana "andava cheia de medo" de Cláudio. Referindo conversas que manteve com a amiga, disse que o advogado terá tentado obrigar a filha a tomar banho no mar no Inverno.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
6 Comentários
  • De JOSÉ04.10.12
    Que palhaçada esta nossa justiça... De certeza que além de ser inverno não foi mesmo nos mares gelados do norte da Europa? Pensem bem que se calhar foi! Tenho vergonha de ser português!!
    Responder
     
     0
    !
  • De CRCR04.10.12
    O mais um vil exemplo da tecnocracia ao serviço dum crime hediondo.Vivemos num mundo em que havendo dinheiro/influência,usam-se todo o tipo de subterfúgios legais e terminologias p/branquear erros e crimes graves
    Responder
     
     3
    !
  • De Zé da Australia04.10.12
    Lá está a "justiça portuguesa" no seu melhor...todos vimos o crime mostrado na TV várias vezes ...será que tambem foi apagado do arquivo?
    Responder
     
     2
    !
  • De fgsdfg04.10.12
    Ele vai-se safar! Ele vai-se safar e vai ser exemplar! Aquele sorriso não engana!
    Responder
     
     3
    !
  • De pedro04.10.12
    tudo serve para tentar proteger este monstro, o que demostra bem que quando se tem relaçoes podemos ficar impune de qualquer crime até de homicidio!!provas que desaparecem, relatos contra a vitima depois de ja morreu...
    Responder
     
     8
    !