Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Vila Franca de Xira: Pescadores obrigados a deixar arrecadações

Os ocupantes das arrecadações do bairro avieiro de Vila Franca de Xira, que não possuem licenças de actividade de pesca profissional, estão preocupados com o facto de terem até esta sexta-feira para retirarem os seus bens daqueles espaços.
26 de Maio de 2011 às 10:00
Os pescadores de Vila Franca de Xira reclamam mais espaço
Os pescadores de Vila Franca de Xira reclamam mais espaço FOTO: Mariline Alves/CM

A notificação foi feita pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira que afirma que "os ocupantes ou utilizadores das arrecadações que não apresentaram os documentos comprovativos da actividade de pesca profissional, deverão retirar todos os bens e materiais que se encontram dentro das arrecadações e nas imediações" até ao dia 27 de Maio.

 

A situação está a preocupar os pescadores e ocupantes dos espaços. "Só quero que não me tirem a minha arrecadação porque faz falta e é da pesca que eu vivo", afirmou Emília Rosa, pescadora em  Vila Franca de Xira há quase meio século.

 

Emília Rosa justifica que não possui licença de actividade profissional porque as entidades "não querem pôr mais pessoas a pescar". "Tenho os meus barcos matriculados na Capitania, só que não me dão a licença", lamentou.

 

Para esta mulher, que afirma ter nascido dentro de um barco, a solução poderia passar pela construção de mais arrecadações.

 

Luís Matas de Sousa, urbanista da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, explicou que a decisão da autarquia surgiu na sequência de "um conjunto de queixas" por parte dos pescadores avieiros de que as arrecadações eram pequenas. "Resolvemos actualizar o levantamento da distribuição das arrecadações e verificámos que, das 42 existentes, havia um conjunto que estava a ser ocupado por avieiros que já não praticavam a pesca", realçou.

 

Segundo o técnico, a autarquia avançou assim com uma estratégia que passa por atribuir duas arrecadações a quem tem licença de pesca e faz desta actividade a sua forma de subsistência. "Não compete à Câmara a fiscalização a quem pode ou não pode pescar", disse, sublinhando que "têm conhecimento que há um conjunto de arrecadações que têm guardados materiais que não tem nada a ver com a pesca". 

Questionado sobre a possibilidade de virem a ser construídas mais arrecadações,  Luís Matas de Sousa afirmou que "neste momento é prematuro adiantar essa informação".

Pescadores Aveiros Vila Franca de Xira
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)