Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Viola, ameaça e rouba amiga de infância em Castro Daire

Agressor, que garantiu que os atos sexuais foram consentidos e que não mostrou arrependimento, terá ainda de pagar 20 mil euros à vítima.
Tiago Virgílio Pereira 2 de Janeiro de 2021 às 09:50
Agressor, que garantiu que os atos sexuais foram consentidos e que não mostrou arrependimento, terá ainda de pagar 20 mil euros à vítima
Agressor, que garantiu que os atos sexuais foram consentidos e que não mostrou arrependimento, terá ainda de pagar 20 mil euros à vítima FOTO: Direitos Reservados
Os dois amigos de infância encontraram-se numa casa de alterne, em Castro Daire. Horas depois, a mulher pediu ao mecânico, de 37 anos, que lhe desse boleia para casa. Durante a viagem o homem mudou a rota e num local isolado violou-a e injuriou-a. Tudo aconteceu na madrugada de 3 de novembro de 2019.

Depois de consumar a violação, roubou-lhe 290 euros e ameaçou: “Se vais contar alguma coisa a alguém, eu mato-te”. Agora, o Tribunal de Viseu condenou-o a cinco anos e seis meses de prisão pelos crimes de violação, roubo, coação agravada na forma tentada e injúria.

O agressor, que garantiu que os atos sexuais foram consentidos e que não mostrou arrependimento, terá ainda de pagar 20 mil euros à vítima por danos não patrimoniais. 
Castro Daire questões sociais crime lei e justiça
Ver comentários