Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Viola sobrinho de 7 anos

Pedreiro de 40 anos forçou menino a masturbá-lo e a sexo oral em troca de vinte euros
5 de Maio de 2013 às 01:00

'António', de 40 anos, aliciou o sobrinho de apenas sete com 20 euros na mão, em Montemor-o-Novo, para que a criança o masturbasse na casa de banho. Depois, obrigou o menino a fazer-lhe sexo oral. A mãe da criança estava a trabalhar e, na altura, dava guarida ao irmão, pedreiro desempregado – que se revelou pedófilo. Estávamos em março de 2011 e o predador já cumpre quatro anos de cadeia.

O Tribunal da Relação de Évora, ao não dar como provado que tenha existido sexo anal, conforme constava na acusação do Ministério Público, reduziu para quatro anos a pena de cinco anos e meio de cadeia efetiva a que o pedófilo fora condenado na primeira instância, no ano passado.

O crime ocorreu durante a tarde e a mãe da criança só se apercebeu de que o menino não estava bem quando chegou a casa e ele não quis lanchar nem, mais tarde, jantar. Acabou por denunciar o tio e o caso foi participado à Polícia Judiciária.

O menino ainda hoje é acompanhado por um psicólogo. A mãe da criança nunca mais falou com o irmão. Tinha-o acolhido por ele não ter casa e pelo facto de o marido estar a trabalhar no estrangeiro. Segundo o acórdão, o predador estava embriagado, mas isso não contribuiu para atenuar a pena.

VIOLAÇÃO PEDOFILIA MONTEMOR-O-NOVO ABUSOS SEXUAIS
Ver comentários