Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Violador fica em preventiva

Quando conheceu o suspeito – um homem de 39 anos, divorciado e pai de quatro crianças – jamais imaginou que poucos dias depois iria ser sequestrada, violada por duas vezes e espancada na casa dele. Depois da cena violenta, a vítima, de 22 anos, foi obrigada a sair de casa do suspeito, na Abóboda, em Cascais, de mão dada com ele, para se livrar de voltar a ser agredida.
27 de Setembro de 2008 às 00:30
Violador fica em preventiva
Violador fica em preventiva FOTO: Ricardo Cabral

Naquela noite no final de Agosto, a rapariga foi ter com o suspeito, com quem já saíra por duas vezes, a casa do mesmo. Minutos depois, na cozinha, o homem usou uma faca de amanhar peixe para lhe cortar a roupa e ameaçá-la.

Depois de a deixar completamente nua, amordaçou-a e amarrou-lhe as mãos. A vítima foi violada na cozinha e depois levada para o quarto do suspeito onde a violação se repetiu. Satisfeitos os desejos sexuais, o indivíduo agrediu com violência a jovem, deixando-a com marcas em todo o corpo.

Assim que conseguiu escapar ao agressor – na mesma noite em que aconteceram os ataques – a vítima dirigiu-se a um hospital para receber tratamento e denunciar o que lhe acontecera.

O violador – que trabalha na construção civil a montar tectos – já tem antecendentes por ter cometido outros crimes sexuais. Chegou mesmo a ser condenado e cumpriu uma pena de seis anos por delitos desta natureza.

Na quinta-feira, a Polícia Judiciária prendeu-o outra vez, perto de sua casa. O suspeito foi ontem ouvido por um juíz do Tribunal de Cascais, que lhe decretou a prisão preventiva.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)