Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Violador obriga vítima a pagar motel onde foi violada

Jovem de 19 anos terá sido sequestrada por homem armado, que abusou dela durante horas.
João Tavares 8 de Novembro de 2018 às 01:30
Jovem de 19 anos foi sequestrada
GNR
Jovem de 19 anos foi sequestrada
GNR
Jovem de 19 anos foi sequestrada
GNR
A jovem de 19 anos tinha acabado de estacionar o carro, pelas 14h00 de terça-feira, na Portela de Sintra, quando conta ter sido abordada por um homem. E de imediato foi-lhe apontada uma arma.

A vítima acabou por passar horas de terror às mãos do agressor, sob sequestro. Foi obrigada a ir para um motel da zona e violada no local durante várias horas.

Antes do crime, tinha sido forçada a levantar dinheiro no multibanco – o que serviu para pagar a unidade hoteleira. Acabou por ser abandonada, horas depois, na zona de Algueirão.

Esta foi a descrição feita pela vítima aos militares da GNR de Sintra, que tomaram conta da ocorrência na sequência da queixa – sendo que a investigação prossegue agora a cargo da secção de combate a crimes sexuais da Judiciária de Lisboa.

A jovem foi de imediato ameaçada de morte, com recurso a uma arma de fogo, e obrigada a dirigir-se até a uma caixa de multibanco, onde o violador lhe exigiu que efetuasse o levantamento de dinheiro.

O mesmo dinheiro serviu para depois darem entrada num motel daquela zona, onde a vítima chegou sob sequestro.

Sem desconfiar de nada, o funcionário do motel cedeu-lhes um quarto, onde a jovem acabou por ser repetidamente violada pelo raptor. E sempre debaixo de várias ameaças de morte.

Já pelas 20h15, a GNR terá recebido uma comunicação via 112, dando conta de que a mulher tinha sido encontrada na zona do Algueirão – a cerca de dois quilómetros de distância da Portela. Foi então que a vítima se queixou do sequestro e da violação aos militares da GNR.

PORMENORES 
Vista no hospital
Traumatizada com o crime sexual, a vítima foi depois transportada até uma unidade hospitalar, onde acabou por receber assistência e ser sujeita a exames que possam provar os abusos sexuais.

Levada de carro
Segundo o CM conseguiu apurar, após os crimes sexuais e a saída do motel, a vítima terá sido levada no carro do abusador até à zona de Algueirão. onde foi abandonada já durante a noite.
PJ investiga
Perante a natureza do crime, a investigação do ataque sexual está agora entregue a inspetores da secção de crimes sexuais da Polícia Judiciária de Lisboa, que esta quarta-feira à tarde iam ouvir a vítima.
GNR Portela de Sintra Algueirão Lisboa PJ Polícia Judiciária de Lisboa polícia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)