Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Violam e matam para comprar TV

Uma televisão de 500 euros (1200 reais) e roupa no valor de 210 euros – além de sete levantamentos de 55 euros cada. Terá sido por causa destes objectos – comprados em centros comerciais do Rio de Janeiro horas após o desaparecimento da vítima portuguesa – que Rosa da Cunha Viana foi assassinada.
4 de Novembro de 2011 às 01:00
Câmaras filmaram Rosa a sair de casa a 8 de Junho e homicidas a abandonar corpo dois dias depois
Câmaras filmaram Rosa a sair de casa a 8 de Junho e homicidas a abandonar corpo dois dias depois FOTO: direitos reservados

Esta é a linha de investigação seguida pelos inspectores da 5ª Delegacia Policial do Rio ao homicídio da portuguesa, 75 anos, encontrada morta no último Verão, nos trilhos do eléctrico dos Arcos da Lapa, zona sul daquela cidade.

A autópsia ao corpo de Rosa Viana, dona de cinco apartamentos no Rio e que antes de se aposentar era administradora de condomínios, revelou que a vítima foi espancada até à morte e sofreu várias agressões sexuais.

De acordo com informações divulgadas pela polícia brasileira, Rosa foi vista e filmada a sair de casa pelas 07h46 do dia 8 de Junho. Uma hora depois alguém começava a fazer levantamentos – sete no total – e compras. A polícia está agora a tentar identificar a mulher que adquiriu uma televisão num centro comercial duas horas antes de o corpo ser encontrado. Segundo a imprensa brasileira, a polícia está a verificar o possível envolvimento de familiares e vizinhos da vítima no crime.

ROSA RIO DE JANEIRO HOMICÍDIO VIOLAÇÃO IDOSA PORTUGUESA TV
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)