Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Violência doméstica faz 41 vítimas mortais em 2019

Quase metade dos crimes de homicídio ocorridos no País em 2019 foram cometidos pelo atual ou ex-companheiro, ou por um familiar.
Cláudia Machado 1 de Julho de 2020 às 08:37
Violência doméstica
Violência doméstica FOTO: Getty Images
Nos últimos cinco anos, 145 pessoas foram assassinadas às mãos de alguém que lhes era muito próximo - desde o companheiro ou marido a um familiar direto, como o próprio filho ou um dos pais. Só em 2019, os homicídios consumados em contexto de violência doméstica - 41 - representaram quase metade (46,5%) do total de crimes desta natureza em Portugal.

Segundo o relatório estatístico sobre Vítimas de Homicídio, ontem divulgado pela APAV, o total de crimes manteve-se praticamente estável entre 2018 e 2019 (87 e 88, respetivamente), mas o peso da violência doméstica aumentou quase 10%. Foram assassinadas mais nove pessoas neste contexto do que em 2018. Dentro das mortes por violência doméstica (41) registadas no ano passado, 10 correspondem a vítimas do sexo masculino. Mais de metade (22) diz respeito a casos de mulheres mortas às mãos do atual ou do ex-companheiro. Tendo por base o total de homicídios, Lisboa, Porto e Setúbal registam mais de metade dos crimes do ano passado.

Os dados da APAV, que presta apoio a vítimas de violência, revelam ainda um aumento de portugueses assassinados no estrangeiro desde 2017 (ano em que ocorreram 21 crimes). No ano passado foram mortos 32 cidadãos nacionais, destacando-se a Venezuela (6), Angola (5) e França (5).
Portugal APAV crime lei e justiça questões sociais crime homicídio maus-tratos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)