Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Violou menor aliciada na net

A PJ deteve um informático brasileiro quando este tentava extorquir dinheiro a uma rapariga de 15 anos, que violou e fotografou em poses eróticas e pornográficas em sua casa, na Póvoa de Varzim. Vítima e suspeito conheceram-se numa sala de conversação (chat) da internet.
23 de Março de 2007 às 00:00
A adolescente queria ser modelo e o homem apresentou-se como fotógrafo de moda. A jovem não tinha acesso a computadores em casa nem na escola, usando um cibercafé.
As primeiras investigações da PJ do Porto apontam para um caso de violação e recolha ilícita de imagens íntimas, com ameaça de divulgação, através da internet, tendo o brasileiro tentado extorquir dinheiro à jovem, uma estudante da Escola Profissional Amar Terra Verde, em Vila Verde.
No momento em que ambos se encontraram, em Vila Verde, para a troca de um CD com as imagens por dinheiro, diversos amigos da vítima agarraram o indivíduo, tendo sido entregue à GNR de Vila Verde. Dado o tipo de crimes denunciados, a GNR entregou de imediato o suspeito à PJ de Braga, em cuja comarca havia um processo no Ministério Público.
Entretanto, o caso seguiu para a PJ do Porto, que fez uma busca à residência do suspeito, em A-Ver-o-Mar, nos arredores da Póvoa de Varzim, onde apreendeu as imagens em material informático.
O homem, Hélder Silva Santos, foi presente ao juiz de instrução criminal na Póvoa de Varzim. Ficou em liberdade, com apresentações periódicas na GNR local.
A partir de um chat na internet, o técnico de informática, de 24 anos, atraiu a rapariga, fazendo-se sempre passar por fotógrafo de moda e a trabalhar para uma agência de modelos. Tudo terá começado em Janeiro deste ano, quando o informático brasileiro e a menor se conheceram, algures em Vila Verde, a partir de um chat de conversação na internet.
Segundo a queixosa, o técnico de informática teria desde o início prometido que a introduziria no mundo da moda, para o que seria necessário fotografá-la, o que teria concretizado com “consentimento” da menor. Só que entretanto o homem violou a menor. Na ocasião, a vítima fez queixa na GNR por violação, ainda antes de ter sido chantageada.
CD ESTAVA VAZIO
O suspeito decidiu depois extorquir dinheiro à menor, ameaçando publicar as fotografias eróticas e pornográficas na internet se a rapariga não lhe desse dinheiro (400 euros).
No dia combinado para a troca, o homem acabou por aparecer com um CD vazio. A PJ do Porto viria a encontrar as fotografias mais tarde em casa do suspeito, em A-Ver-o-Mar.
As imagens íntimas da menor já foram todas recuperadas pela PJ, de modo a evitar qualquer divulgação das fotos, pela internet ou através de outros meios. O material fotográfico e o disco rígido do computador do suspeito encontram-se apreendidos, à ordem do Ministério Público. O detido não tinha antecedentes.
UM MEIO PERIGOSO
27/10/06
Detido homem de 21 anos, suspeito de violar rapariga de 15 anos, em Vila Real de Santo António, depois de a ter aliciado para um encontro através de um chat da internet.
13/02/06
Homem de 27 anos foi detido em Faro, por ter abusado sexualmente de uma jovem de 13 anos, depois de a ter aliciado, primeiro através de correio electrónico e depois através de telemóvel.
19/12/05
Detido professor de Gondomar que abusava de alunas, depois de estabelecer uma relação de proximidade com elas através do Messenger (programa de conversação por internet).
04/09/03
Homem de trinta anos foi identificado, em Castelo Branco, por ter relações sexuais com rapariga de 15, depois de ter marcado encontro com ela na net.
15/02/03
Um médico do Hospital de Évora foi preso por abuso sexual de crianças que aliciava através da internet.
ALERTA PARA PERIGOS DO CIBERESPAÇO
A PJ alertou ontem novamente para os perigos da utilização indevida da internet, especialmente por menores. “Há a necessidade de atenta supervisão – por parte dos titulares do poder paternal – para a utilização por menores e por outros incapazes dos referidos chats, porque têm sido um meio privilegiado para praticar crimes, nomeadamente sexuais”, recorda a PJ.
A polícia tem chamado a atenção para, em casa e nas escolas, ser necessária a colocação de filtros que impeçam o acesso a programas perigosos (como os chats). Também os cibercafés têm estado na mira da PJ, pela facilidade com que, nesses locais, se acede a sites com conteúdos pedófilos e onde a idade dos utilizadores não é controlada. A PJ dispõe desde 1995 de uma equipa especializada em criminalidade informática.
TRAÍDA PELO "SONHO" DE SER MODELO
O sonho de ser modelo atraiu a menor para um pesadelo. Num cibercafé, no centro de Vila Verde, a jovem conheceu o indivíduo, ligado a uma rede de fotos e de filmes pornográficos. Encontraram-se em Braga e daí seguiram para o Porto, num jipe do técnico de informática, tendo recolhido as imagens eróticas e pornográficas na cidade invicta.
Originária de uma freguesia rural, de família da classe média, foi o sonho de ser modelo que traiu a menor, com 15 anos de idade. Quando se deixou fotografar não fazia ainda ideia de que além de ser violada seria vítima de extorsão, a fim de não serem divulgadas pela internet as fotos em que surgia em poses eróticas e pornográficas. O brasileiro teria apoio de outros homens, todos do Porto, o que já está a ser investigados pela PJ.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)