Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

“Viro-me e tenho a arma apontada”

Eram 09h15 quando José Ferreira, no momento em que abria a pizaria Somi, em Pousada de Saramagos, Vila Nova de Famalicão, apanhou o susto da sua vida. Dois indivíduos, aparentemente pacíficos, entraram no estabelecimento e, depois de pedirem um café, apontaram-lhe uma pistola. Roubaram-lhe 120 euros.
7 de Junho de 2009 às 00:30
José Ferreira foi surpreendido por dois assaltantes que entraram na sua pizaria e lhe roubaram 120 euros
José Ferreira foi surpreendido por dois assaltantes que entraram na sua pizaria e lhe roubaram 120 euros

"Um pediu para tirar café e deu-me logo uma nota de 50 euros para pagar. O outro pediu para trocar cem euros para tirar tabaco. Eu achei estranho mas lá tirei. Quando me viro tenho uma arma apontada", conta José Ferreira, ainda em choque.

Depois de ter dado os 120 euros que tinha no bolso, os jovens, com idades entre os 20 e 30 anos, insistiram na abertura da caixa para verificarem se haveria mais dinheiro. "Até que o outro disse ‘arranca’. Eles saíram e estava um Honda cinzento escuro à espera na entrada com outro lá dentro", explicou José Ferreira ao CM.

Ao mesmo tempo que os indivíduos abandonaram a pizaria, o vizinho do prédio em frente também estava a sair. "Mas ele não viu nada, apenas um carro a sair daquela zona", revelou o dono da Somi.

As duas funcionárias que entraram logo depois de José Ferreira no estabelecimento não presenciaram o assalto já que estavam a trocar de roupa noutra divisão.

Dono da pizaria há sete anos, este é o segundo assalto de que José foi vítima. "Foi há cerca de um ano e foi o mesmo sistema, mas eles eram mais velhos. Pediram para trocar dinheiro. Mas não levaram nada porque eu tinha aqui clientes", contou.

A GNR esteve no local, mas a investigação está a cargo da PJ.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)