Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Vítima de bullying apoiada

Criança, de 12 anos, está a receber ajuda familiar e psicológica.
Tiago Virgílio Pereira 20 de Maio de 2015 às 16:18
Agressões decorreram na Escola Básica Dr. Fortunato de Almeida
Agressões decorreram na Escola Básica Dr. Fortunato de Almeida FOTO: Nuno André Ferreira
A criança de 12 anos que na quinta-feira foi amarrada a um poste, despida e fotografada por três colegas de 17 anos, no pátio da escola básica de Nelas, em Viseu, está a receber apoio dos psicólogos do Centro de Saúde local.

Apesar de na segunda-feira o regresso às aulas ter corrido com "normalidade", a mãe da vítima de bullying deseja que o filho "não se deixe afetar pelas agressões" e por isso foi até à escola para o apoiar. "De manhã, fiquei cá fora a vê-lo entrar. Queria ter a certeza de que estava tudo bem. À tarde, fui mais cedo para acompanhar a saída", disse a progenitora que, para já, quer manter o anonimato.

Após esta atuação, que culminou com os jovens mais velhos a tirarem fotografias à zona genital da criança, na Escola Básica Dr. Fortunato de Almeida, a família decidiu apresentar queixa na GNR.

"Havia o receio de que as fotografias circulassem nas redes sociais e nesse sentido decidimos intervir", referiu. A criança está a receber apoio psicológico para ajudar a superar o trauma. O agrupamento de escolas abriu um inquérito ao caso.
vítima bullying Nelas Viseu Escola Básica Dr. Fortunato de Almeida GNR
Ver comentários