Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Vítima proibida de voltar a casa

Um homem de 30 anos, acusado de esfaquear a mulher no pescoço e num braço, foi ontem libertado pelo juiz de instrução do Tribunal de Vila Nova de Famalicão, depois de ter sido detido pela PJ pelos crimes de tentativa de homicídio e violência doméstica.
23 de Julho de 2010 às 00:30
Agressor (à esquerda) saiu em liberdade depois de anteontem ter agredido e esfaqueado a mulher
Agressor (à esquerda) saiu em liberdade depois de anteontem ter agredido e esfaqueado a mulher FOTO: Diogo Pinto

A vítima, de 27 anos, que ficou gravemente ferida, está agora proibida de entrar na sua própria casa, local para onde o agressor, que terá de se apresentar semanalmente às autoridades, ficou a viver.

Durante os cerca de oito anos que viveu com o agressor, Sara Alexandra terá vivenciado o terror em silêncio. O cenário de violência doméstica era frequente e muitas vezes a mulher era agredida em frente aos dois filhos, de sete e dois anos.

Anteontem, por volta das 06h00, o agressor, empregado na construção civil, terá seguido a mulher até ao café onde aquela se preparava para iniciar o seu turno diário. Nas imediações foi agredida e esfaqueada com gravidade, sendo necessário receber tratamento hospitalar. Após tentar matar a mulher, o homem voltou para casa, onde foi detido pela Polícia Judiciária, horas mais tarde.

Após ter sido presente ao juiz e sair em liberdade, o suspeito foi viver para a casa que partilhava com a mulher e com a qual não pode manter qualquer tipo de contacto. Aquela não poderá regressar.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)