Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Vítima reconhece e denuncia violador

Um homem, de 38 anos, foi ontem detido pela PSP, suspeito de ter violado uma mulher, no domingo, junto à estação de comboios de Valadares, em Vila Nova de Gaia. Foi a própria vítima, de 42 anos, que ao passar ontem de manhã junto ao local do crime reconheceu o suspeito e chamou a polícia. O homem foi, entretanto, entregue à Polícia Judiciária e vai ser amanhã ouvido em primeiro interrogatório judicial.

10 de Abril de 2009 às 00:30
Homem reside com a mãe e mais dois irmãos no Bairro do Iraque, a poucos metros da estação de Valadares
Homem reside com a mãe e mais dois irmãos no Bairro do Iraque, a poucos metros da estação de Valadares FOTO: Gisela Caridade

O alegado violador reside com a mãe e dois irmãos no Bairro do Iraque, situado a cerca de 500 metros do local onde terá violado a mulher. Segundo alguns vizinhos, é conhecido na zona por ter efectuado vários roubos a sucatas e armazéns.

"Sempre soube que ele andava metido em negócios estranhos. Não trabalha, vive apenas do rendimento mínimo e já foi apanhado a roubar. Mas nunca pensei que fosse capaz de fazer uma coisa destas", contou ao CM um vizinho.

Tudo aconteceu domingo, por volta das 18h00, quando a mulher ia a passar junto à estação. Segundo a vítima, o agressor abordou-a na rua. Estava munido de uma faca, com a qual a ameaçou e coagiu a ter relações sexuais num caminho resguardado.

"Ao domingo está tudo fechado na estação e quase não se vê ninguém. É muito perigoso andar por aqui sozinho. Ainda há bem pouco tempo alguns homens andavam a traficar droga aqui nas traseiras da estação", explicou o dono de um café nas imediações. No dia do crime, a vítima recebeu tratamento no Hospital Santos Silva.

PORMENORES

CONFISSÃO

Após a detenção, o agressor confessou imediatamente o crime. Durante a confissão o homem demonstrou sofrer de ligeiras perturbações mentais.

ARMA

O violador ameaçou a vítima com uma faca e obrigou-a a ter relações sexuais num caminho perto da estação. A família só teve conhecimento do sucedido ontem à tarde.

CADASTRO

O agressor não possui cadastro. No entanto, vários vizinhos queixam-se de que o homem foi apanhado várias vezes a assaltar sucatas.

 

Ver comentários