Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

“Vítima sentiu a morte”

Moisés Fonseca foi condenado a 20 anos de prisão.
Magali Pinto 3 de Março de 2015 às 08:15
Moisés Fonseca assassinou Carla Santos em casa, há um ano. Está preso desde essa altura
Moisés Fonseca assassinou Carla Santos em casa, há um ano. Está preso desde essa altura FOTO: Vítor Mota

Depois de lhe ter desferido um golpe de faca, "você sabia bem que a Carla estava viva quando a levou para a banheira e a encheu com água a ferver", começou por dizer a juíza do Tribunal de Sintra que ontem condenou Moisés Fonseca a 20 anos de prisão pelo homicídio da ex-companheira em Monte Abraão, Sintra, há um ano.

O homem de 43 anos, noutro processo que ainda corre, é também suspeito de ter assassinado o irmão de Carla. Já assumiu o crime à PJ e a colegas de cela no Estabelecimento Prisional de Lisboa, mas o corpo de Marcelo nunca chegou a ser encontrado.

"Você é um homem muito frio, de uma frieza meticulosa. O crime foi gravíssimo e de certeza que a vítima sentiu bem a morte", acrescentou a juíza. Carla Santos tinha 41 anos quando foi assassinada. Levou uma facada que lhe perfurou o pâncreas e foi levada por Moisés Fonseca para a banheira. O homicida encheu-a de água a ferver. Carla morreu por asfixia, deixando um filho, que hoje tem 6 anos.

Na noite do crime, o menino estava em casa do pai, que lhe deu Atarax – remédio para dormir – e o deixou sozinho. Agora vive com os avós maternos. "Você fez com que uma criança ficasse sozinha, sem pai e sem mãe", concluiu a juíza. A par da pena de 20 anos, Moisés Fonseca vai ter de pagar uma indemnização de 120 mil euros ao filho.

Amélia Santos, mãe de Carla, diz não ter ficado satisfeita com a pena: "Esperava pelo menos 23 anos. Não é uma pena justa. Matou a minha filha da pior maneira e tenho a certeza de que matou o meu filho. Destruiu a nossa família". Moisés Fonseca ouviu o acórdão do tribunal em total silêncio. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)