Vítimas de acidente nas minas de Aljustrel caem ao fazerem marcha-atrás

Mecânicos desceram para arranjar avaria em máquina perfuradora e tiveram acidente.
Por Francisco Palma Carvalho e António Lúcio|12.02.19
Joaquim Guerreiro e João Negra tinham acabado de arranjar a máquina de perfuração que tinha avariado no piso 310 das minas de Aljustrel e estavam a fazer marcha-atrás para regressar à superfície quando a carrinha onde seguiam resvalou. Caiu para um fosso com uma profundidade entre 30 a 40 metros.

Quando parou, no piso 330, Joaquim, de 46 anos, natural de Ermidas Sado, em Grândola, estava morto. Deixa três filhos, de 12, 18 e 26 anos. O colega mecânico, de 25 anos, de Ervidel, Aljustrel, ficou em estado grave e foi levado de urgência para o Hospital Distrital de Beja.

O INEM recebeu o alerta às 11h05. Segundo apurou o CM, a carrinha onde seguiam os mecânicos da empresa EPDM - Empresa de Perfuração e Desenvolvimento Mineiro, "caiu num buraco que não estaria sinalizado".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!