Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Vítimas do ‘Rei Ghob’ procuradas no rio

Relação de Lisboa recusa libertar Francisco Leitão.
11 de Junho de 2011 às 00:30
Francisco Leitão foi preso a 22 de Julho do ano passado e está em prisão preventiva a aguardar julgamento
Francisco Leitão foi preso a 22 de Julho do ano passado e está em prisão preventiva a aguardar julgamento FOTO: Vítor Mota

Todos os rios e pequenas lagoas localizados nas redondezas do castelo do ‘Rei Ghob’, em Carqueja, Lourinhã, foram alvo de buscas por parte de mergulhadores. A hipótese de Francisco Leitão, que é suspeito de ter morto três jovens, ter-se desfeito dos corpos no fundo das águas foi colocada pelos inspectores da Polícia Judiciária. No entanto, as buscas revelaram-se infrutíferas.

Um dos locais onde os mergulhadores procuraram os corpos foi na barragem de S. Domingos, localizada a apenas dez quilómetros da casa do triplo homicida, e onde, tal como o CM já tinha noticiado, os inspectores tinham encontrado um sapato que chegaram a pensar poder ser de Ivo Delgado, uma das vítimas.

O facto de a investigação ter exigido o recurso a mergulhadores e de ter sido necessário que se fizessem escavações em vários terrenos, nomeadamente na cela subterrânea onde o ‘Rei dos Gnomos’ abusou de, pelo menos, 15 crianças, foi precisamente um dos pressupostos que levaram a que o Tribunal da Relação de Lisboa viesse agora confirmar a decisão do juiz de instrução criminal em considerar o caso como um processo de especial complexidade, o que leva a que o prazo da prisão preventiva do triplo homicida acabe apenas a 22 de Julho, um ano após a detenção.

As diligências dos investigadores demoraram vários dias e incidiram em vários locais. As águas muito profundas dificultaram, no entanto, o trabalho das equipas, que acabaram por não encontrar nenhum indício relacionado com as vítimas – Ivo Delgado e Tânia Ramos, assassinados em Junho de 2008, e Joana Correia, morta em Março do ano passado.

Os inspectores aguardam ainda os resultados dos exames periciais realizados aos computadores. As comunicações serão extraídas de forma a tentar encontrar uma pista para o local onde estão os corpos.

REI GHOB LOURINHÃ HOMICÍDIO FRANCISCO LEITÃO INVESTIGAÇÃO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)