Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Viu amigo morrer sem "poder fazer nada"

Homem que estava com António Costa na embarcação ficou desesperado por não ter conseguido socorrê-lo. Vítima acabou por morrer no colo do amigo
29 de Setembro de 2013 às 01:00
Abílio Neto, à esquerda, viu o amigo António Costa, em cima e à direita, morrer na ria
Abílio Neto, à esquerda, viu o amigo António Costa, em cima e à direita, morrer na ria FOTO: Francisco Manuel

Abílio Neto viu o amigo António Costa, conhecido por ‘Muchacho’, morrer afogado na ria de Aveiro, sem nada conseguir fazer para o evitar. O homem garante que tudo tentou para salvar a vítima, de 57 anos, mas o vento forte e a chuva impediram-no de chegar a António, que caiu da bateira onde os dois seguiam, anteontem à tarde, nas Marinhas de Aveiro. Abílio ainda resgatou o amigo da água, mas a vítima já não resistiu e acabou por morrer. A família ficou em choque com o acidente.

"Quando o consegui puxar para dentro da bateira, coloquei-lhe a cabeça nas minhas pernas, onde ele deu o último suspiro. Foi horrível ver o meu amigo morrer sem poder fazer nada", explicou, emocionado, Abílio, de 58 anos, menos de 24 horas depois do trágico acidente.

Os dois homens estavam de regresso de uma pescaria lúdica quando foram surpreendidos pelo mau tempo. "O António caiu no barco duas vezes e eu disse-lhe para se sentar, mas ele insistiu em ficar de pé e quando olhei para trás vi-o cair, agarrado à vara . Foi logo ao fundo", recorda o amigo da vítima.

Pouco depois, Abílio conseguiu recuperar a vara e chegar ao corpo do amigo que entretanto já tinha vindo á superfície. Contudo, já era tarde.

Com as lágrimas a correrem pelo rosto, Abílio conseguiu trazer a bateira com o cadáver até à margem e chamou o socorro.

"Ele era um homem da ria e acabou por morrer afogado. É difícil aceitar a sua morte", afirmou ao CM Rosa Costa, irmã da vítima , em choque com a notícia da tragédia.

Abílio Neto António Costa Muchacho amigo Aveiro Ria
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)