Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Viúva de ‘Berto’ culpa Hugo

O Hugo matou o Gaiato. O Hugo está a morrer." Estas terão sido as primeiras palavras que ‘Berto Maluco’ disse à companheira, Andreia Machado, logo que chegou a casa, após o tiroteio na discoteca ‘El Sonero’, no Porto, em Julho de 2007. Antes deixou Hugo Rocha (baleado na virilha), ‘Timóteo’ e Vasco Cardoso no Hospital Santo António.
17 de Janeiro de 2009 às 00:30
Andreia Machado é testemunha com protecção especial da polícia
Andreia Machado é testemunha com protecção especial da polícia FOTO: D.R.

"Ele chegou a casa em estado de choque. Vinha branco", explicou ontem no Tribunal de S. João Novo a viúva de ‘Berto’ – o último a ser abatido a tiro no caso ‘Noite Branca’.

Andreia Machado, que esteve sempre vigiada por quatro polícias por ser uma testemunha com estatuto de protecção especial, confirmou que ‘Berto’, à época em situação de liberdade precária, "chegou a casa com uma pistola grande e preta que contou ser a que o Hugo usou. Dizia que tinha de a esconder e estava com medo de ir preso, de novo".

Apesar de incriminar Hugo Rocha, que ao tribunal garantiu não estar armado na noite do crime, refutando a autoria do homicídio, a viúva admitiu que ‘Berto’ "sempre disse que Hugo agiu em legítima defesa porque o Gaiato foi vítima dele mesmo, já que foi o primeiro a disparar".

Segundo soube, horas antes da ida ao ‘El Sonero’, ‘Berto’ contou-lhe que ia falar com o Gaiato, devido à confusão em que tinha estado envolvido, dias antes, noutra discoteca. E que ia acompanhado pelos três arguidos deste caso.

"Ele dizia que só queria falar com ele, mas parece que o Gaiato lhe apontou logo uma arma. Quando desceram até à cozinha, o Nuno já tinha baixado a arma. Só que quando o Hugo chega e prime a arma que levava, o Gaiato assustou-se e por isso terá disparado", contou Andreia Machado, reproduzindo a conversa que teve com ‘Berto’.

Ao tribunal, a viúva confirmou ainda que poucas horas após o crime, ‘Berto’ saiu com a pistola num saco plástico e que a foi enterrar no estaleiro de uma obra. De seguida, escondeu-se num apartamento em Ermesinde.

PORMENORES

IMPULSIVO

A viúva de ‘Berto Maluco’ admitiu que o companheiro era impulsivo e que "era menino para chegar à beira do Gaiato e dar-lhe dois murros". No entanto, diz que ‘Berto’ só começou a usar diariamente uma arma poucas semanas antes de ter sido morto.

TESTEMUNHAS

Além da viúva, outras quatro testemunhas foram ouvidas ontem. Confirmaram ter visto cinco homens a entrar em passo acelerado na discoteca. Uma delas admitiu que, quando saíram, reparou "que faltava um dos cinco", referindo-se a Nuno Gaiato, que ficou estendido na cozinha cravado de balas.

ARMA NO RIO DOURO

A arma que Hugo Rocha terá usado para alvejar Nuno Gaiato foi enterrada por ‘Berto’ no estaleiro de uma obra, na Maia. Recuperou-a cerca de um mês depois e segundo a viúva estava "ferrugenta e desmontou-se toda". Atirou-a depois ao rio Douro. Nunca foi recuperada pela polícia.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)