Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Vizinho abusa de menina de 8 anos

Usou a filha de três anos como chamariz para a brincadeira e, já dentro de casa, na ilha da Culatra, Olhão, abusou sexualmente de uma criança vizinha de apenas oito anos.

4 de Outubro de 2008 às 21:30
O detido tem 37 anos, foi ouvido ontem no Tribunal de Faro e confessou que abusou da menor, que costumava brincar com a filha na sua casa
O detido tem 37 anos, foi ouvido ontem no Tribunal de Faro e confessou que abusou da menor, que costumava brincar com a filha na sua casa FOTO: Algarvephotopress

O indivíduo de 37 anos foi detido anteontem pela Polícia Judiciária e vai aguardar julgamento em preventiva, após ter confessado o crime.

Ao que o CM apurou, o abusador é pescador de profissão. Era normal a menor de oito anos frequentar a sua casa, onde brincava com sua filha. Na quarta-feira à tarde, na ausência da mulher, abusou sexualmente da menina. Confessou perante a juíza que "brincou e introduziu os dedos na vagina da criança", tirando prazer desse acto, negando no entanto que tenha existido penetração.

"Confessou tudo e mostrou-se arrependido do acto", revelou ao CM Duarte Baltazar, advogado oficioso do alegado pedófilo. Segundo o defensor, "tratou-se de uma situação primária e fortuita", razão que o vai levar a pedir recurso da decisão de enviar o detido para a prisão.

A menor voltou para casa e a avó notou algo de estranho, tendo detectado vestígios de sangue na roupa interior. A criança terá primeiro dito que tinha caído, por vergonha, mas em seguida explicou os abusos sofridos, mostrando marcas avermelhadas e arranhões.

A família levou a criança ao Hospital Central de Faro, que alertou de imediato a Polícia Judiciária. Foram pedidos exames médico-legais para detectar vestígios do crime sexual, que deverão ser conhecidos hoje.

Ao que o nosso jornal apurou, antes de ser detido o alegado pedófilo pediu aos inspectores da Polícia Judiciária se podia "ir beber uma cervejinha antes de ir".

A família do alegado abusador aponta mesmo como culpa do acto a bebida. "Ele acorda bêbedo e deita-se bêbedo", disse uma familiar próxima, que ficou surpreendida quando teve conhecimento do crime cometido pelo homem.

SUSPEITO DE ABUSAR DE UMA FILHA HÁ 3 ANOS

O indivíduo de 37a nos foi suspeito, há cerca de três anos, de ter abusado sexualmente da própria filha, na altura com 11 anos. Os abusos terão sido testemunhados por vários moradores da ilha da Culatra, que denunciaram a situação à polícia.

O alegado pedófilo terá sido visto a mexer na parte genital da filha, que agora tem 14 anos, e a dar-lhe beijos na boca. Na altura o caso foi investigado e analisado por uma equipa de psicólogos.

Os comportamentos do suspeito foram avaliados ao pormenor, mas não se chegou a nenhuma conclusão. A criança de 11 anos, ao ser confrontada com as suspeitas apontadas sobre o pai, negou os abusos sexuais que alegadamente terão sido praticados e as acusações foram arquivadas.

"ESTEVE COM VÁRIAS CRIANÇAS E NÃO FEZ NADA"

Familiares do alegado pedófilo disseram ao CM que nunca pensaram que este fosse capaz de fazer mal a uma criança. " Ele já esteve sozinho em casa com várias crianças menores e nunca fez nada. Sempre foi bom para os mais pequenos. Nunca pensei que isto pudesse acontecer com ele", disse ao nosso jornal a mulher do pescador.

No entender de outros familiares, que não se quiseram identificar, a medida de prisão preventiva aplicada pela juíza "é boa para ele aprender que fez uma coisa muito má". Já o advogado oficioso entende que a medida "salvaguarda a protecção do agressor".

PORMENORES

RESULTADOS

Os resultados aos exames realizados no Hospital de Faro vão demonstrar se houve consumação sexual com penetração. O suspeito confessou os abusos mas negou a consumação.

REGRESSO À ESCOLA

Ao que o CM apurou, a criança de oito anos abusada regressou ontem à escola que frequentava.

PSICÓLOGO

A menor está a ser acompanhada por um psicólogo, que irá ajudar a minimizar os efeitos psicológicos do sucedido.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)