Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Vizinhos ajudam a combater solidão

Maria José passava os dias sozinha, "a pensar nas doenças e nos problemas". Hoje, não falta a uma actividade na Casa dos Vizinhos, no Porto, onde "todas as energias são canalizadas para coisas boas".

19 de Março de 2011 às 00:30
A Casa dos Vizinhos, no Porto, é um local de encontro, onde os idosos convivem e combatem a solidão
A Casa dos Vizinhos, no Porto, é um local de encontro, onde os idosos convivem e combatem a solidão FOTO: Rita Garcia

A Casa dos Vizinhos foi criada pelo padre José Maia, em meados do ano passado, na rua Costa Cabral, com o objectivo de combater a solidão dos idosos e prestar a "ajuda possível àqueles que, estando sós, precisam de quase tudo".

"Para já, temos esta casa, na Fundação Filos, mas estamos abertos a, através de um contrato de ocupação, abrir outras casas do género, desde que, quem tenha casas devolutas na cidade as empreste para esta causa", disse ao Correio da Manhã o padre José Maia, referindo que "o apoio mais eficaz aos idosos é aquele que é feito na rua".

"É uma tolice desperdiçar esta mais-valia que são os vizinhos, que estão perto e que, a todo o momento, podem sair em socorro de quem precisa", afirma o sacerdote, sublinhando que "já são várias as pessoas que cumprem o papel de sentinelas de rua".

Elvira Luísa, professora reformada, dá boa parte do seu tempo a esta causa. "Nesta altura estou a coordenar uma oficina de trabalhos manuais, uma forma de ocupar as pessoas, permitindo o convívio e a realização pessoal", disse.

A Casa dos Vizinhos é uma das mais de cem entidades que hoje participam na ‘Marcha da Primavera’, na Praça da República, no Porto, e que marca o lançamento do Ano Europeu do Voluntariado.

"Há muito a fazer no domínio do voluntariado e no apoio aos idosos e espero que este lançamento desperte consciências e aponte caminhos", disse o padre José Maia.

A Casa dos Vizinhos tem as portas abertas a todos. O objectivo é criar laços solidários entre quem vive naquela rua.

"Foi a melhor coisa que me podia ter acontecido. Aqui a gente até se esquece de tomar os remédios", diz Maria José.

SOLIDARIEDADE PROJECTO FUNDAÇÃO FILOS
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)