Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Voar por cima da fogueira

O mês de Junho é o mais querido do calendário alfacinha. Adornam-se os pátios e os recantos mais humildes para tronos de Santo António, com gravuras e imagens de barro, entre flores e velas. E Carnide não foge à regra.
31 de Maio de 2007 às 00:00
Voar por cima da fogueira
Voar por cima da fogueira FOTO: Sérgio Lemos
Num mês em que se celebra os Santos Populares – Santo António, S. João e S. Pedro –, Carnide evoca esta tríade e prepara-se para voar por cima das labaredas das fogueiras.
E é ver a Marcha romper com música o luar da noite e cantar: É um bairro encantado/Pela gente que cá vive/Muitos Santos tem Lisboa/O meu santo é de Carnide.
Os marchantes, nos seus trajes embelezados e transportando arcos floridos e festões, lá vão a cantar, manifestando a alegria de viver.
E quando, no dia 2 de Junho, a Marcha de Carnide se apresentar no Pavilhão Atlântico, todos vão acompanhar o ritmo e as palpitações dos corações, envolvidos num turbilhão estonteante.
FICHA TÉCNICA
O MEU SANTO É DE CARNIDE´
Cores – Verde, branco, vermelho e preto
Padrinhos – Heitor Lourenço e Mané Ribeiro
Compositor – Massano Pereira
Letrista – Paulo Rocha e Mário Guerra
Porta-Estandarte – Paula Fernandes
Mascotes – Lara Santos e Gonçalo Andrade
Coreografia – Paulo Rocha
coordenação – Paula Granja e Virgínia Pinto
Colectividade – Sociedade Dramática de Carnide
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)