Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Mãe que matou marido com martelo e faca pode voltar para casa

Margarida Rolo assassinou José Duarte, 51 anos, após discussão.
José Durão e Isabel Jordão 19 de Agosto de 2018 às 01:30
Margarida Rolo matou o marido em Abrantes
José Duarte
Homicida foi levada a tribunal pela PJ
Moradia onde mulher matou marido em Abrantes
Moradia onde mulher matou marido em Abrantes
Moradia onde mulher matou marido em Abrantes
Margarida Rolo matou o marido em Abrantes
José Duarte
Homicida foi levada a tribunal pela PJ
Moradia onde mulher matou marido em Abrantes
Moradia onde mulher matou marido em Abrantes
Moradia onde mulher matou marido em Abrantes
Margarida Rolo matou o marido em Abrantes
José Duarte
Homicida foi levada a tribunal pela PJ
Moradia onde mulher matou marido em Abrantes
Moradia onde mulher matou marido em Abrantes
Moradia onde mulher matou marido em Abrantes
Margarida Rolo, professora de 43 anos, matou o marido, José Duarte, de 51, com um martelo e uma faca e vai ficar em prisão preventiva. A decisão foi tomada este sábado pelo Tribunal do Entroncamento. Porém, esta situação pode alterar-se já na próxima semana.

Segundo apurou o CM, o tribunal não acredita que haja perigo de fuga, continuação da actividade criminosa ou alarme social – pressupostos de atribuição da prisão preventiva – e aguarda um relatório da Direção-Geral dos Serviços Prisionais para substituir a preventiva por prisão domiciliária.

Caso a moradia, em Chiança, Abrantes, reúna as condições necessárias de vigilância e se a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens assim o entender, a arguida poderá ainda recuperar a custódia dos dois filhos do casal, de 11 e 14 anos. Por agora, os rapazes estão em casa de amigos.

A ataque mortal ocorreu na noite de quinta-feira, quando o casal, que, segundo os vizinhos, vivia em conflito há algum tempo, se envolveu em mais uma discussão acesa junto da piscina privativa da moradia onde residiam.

Com os dois filhos em casa de uma vizinha, o desentendimento subiu de tom e Margarida Rolo atacou o marido, professor de Matemática, com uma faca e um martelo, desferindo diversos golpes em zonas vitais do corpo que lhe causaram a morte.

Inicialmente a mulher contou às autoridades que tinham sido vítimas de um assalto, mas a história não convenceu os inspectores da PJ por não terem sido encontrados vestígios de intrusão.
Ver comentários