Xynthia pára auto-estradas e comboios

A circulação ferroviária e rodoviária registou dificuldades ao longo do dia, devido à passagem do ciclone 'Xynthia'.
27.02.10
  • partilhe
  • 0
  • +

Na Linha do Norte a circulação esteve interrompida durante a maior parte da tarde por inundação da linha entre Alverca e Alhandra, no concelho de Vila Franca de Xira. A Norte em Oiã, concelho de Oliveira do Bairro, a linha esteve também cortada pela queda de uma catenária. No Alto Douro os comboios não circularam entre Régua e Pinhão desde as 9h00 até às 18h35 por queda de pedras na linha. Interrupção da circulação por períodos inferiores a uma hora foram também registados na Linha do Vouga, de Cascais e Beira Alta, divulgou, Bruno Martins, porta-voz da CP.

Várias foram as auto-estradas em que foi necessário cortar o trânsito por derrocadas ou queda de árvores, informou a GNR.

Na A14, a pressão sobre o pavimento levou ao corte do trânsito do nó de Vila Verde, perto da Figueira da Foz. Também a circulação automóvel foi condicionada na A2 em Almodôvar devido às rajadas de vento e chuva forte.

Um desmoronamento de terras levou ao corte de uma via na A10, perto do Carregado. O mau tempo condicionou também o trânsito na A1, em Albergaria-a-Velha por queda de árvores. A mesma razão levou ao corte da A25, junto de Aveiro. Na Grande Lisboa, a queda de cabos de alta tensão levou ao corte da A16 em Agualva-Cacém.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!