Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Zoo vai processar Estado e Câmara de Lisboa

A Administração do Jardim Zoológico de Lisboa anunciou a intenção de processar o Estado português e a Câmara Municipal de Lisboa por incumprimento de um protocolo firmado há 5 anos e que previa a atribuição de verbas destinadas a financiar obras de melhoramento exigidas pela Comissão Europeia.
14 de Fevereiro de 2005 às 10:11
As obras de melhoramento exigidas pela Comissão Europeia no Jardim Zoológico de Lisboa deviam estar concluídas no próximo dia 1 de Abril... mas nem sequer começaram porque nem um cêntimo dos 25 milhões de euros prometidos há 5 anos pelo Estado e pela Câmara chegaram ao Zoológico.
De acordo com o jornal "Público", a administração do Jardim Zoológico de Lisboa considera que se esgotaram todas as possibilidades de o Estado e a Câmara cumprirem o prometido e, como tal, pondera processar essas duas entidades e vai pedir à Comissão Europeia mais tempo - mais um ano - para cumprir a legislação europeia.
No âmbito da reformulação de planos consequente à falta das verbas prometidas, a administração do Zoo abandonou alguns projectos - como a Gorilândia, reformulação dos sistemas de saneamento, rega, ou jardinagem - e reduziu os custos da intervenção de 50 milhões de euros para 20 milhões de euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)