Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Chuva forte provoca estragos no Algarve

Casas e terrenos inundados, queda de muros e carros submersos em vários concelhos.
Rafael Domingues, Rui Pando Gomes e Ana Palma 1 de Dezembro de 2020 às 10:25
Terrenos inundados em Olhão
Muro caiu em Alcantarilha
Ruas alagadas em Quarteira
Garagem ficou cheia de água
Carro foi arrastado numa estrada inundada
Terrenos inundados em Olhão
Muro caiu em Alcantarilha
Ruas alagadas em Quarteira
Garagem ficou cheia de água
Carro foi arrastado numa estrada inundada
Terrenos inundados em Olhão
Muro caiu em Alcantarilha
Ruas alagadas em Quarteira
Garagem ficou cheia de água
Carro foi arrastado numa estrada inundada
Casas e terrenos inundados, queda de muros, estradas e carros submersos. Foi este o cenário de destruição causado pela chuva intensa que caiu, esta segunda-feira de madrugada e de manhã, no Algarve. Os concelhos de Olhão, Loulé, Albufeira e Silves foram os mais afetados, num total de cerca de 150 ocorrências.

Os casos mais graves ocorreram em Alfandanga e Quelfes, onde duas famílias ficaram desalojadas. Num dos casos, um tecto falso caiu e a moradora ficou ferida. Foram realojadas seis pessoas. Alguns condutores ficaram presos em estradas inundadas. “O carro começou a flutuar e foi embater numa ponte. Tive que sair pela bagageira porque a água estava a meio das portas”, relatou ao CM Vítor Fonseca.

Em Loulé, houve vários armazéns e carros inundados na zona industrial. Também diversos estabelecimentos sofreram estragos em Quarteira. Em Alcantarilha, no concelho de Silves, um muro caiu e atingiu vários carros estacionados e uma garagem ficou inundada. Muitas casas e vários terrenos junto à EN125 ficaram inundados.

Algarve Olhão Albufeira Loulé Silves acidentes e desastres inundações
Ver comentários