Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Conheça as regiões de Portugal em risco com a subida do nível da água dos oceanos

Estudo prevê que a subida do nível das águas a partir de 2050 coloque em risco 300 milhões de pessoas, em todo o mundo.
Correio da Manhã 30 de Outubro de 2019 às 17:20
Conheça as regiões de Portugal em risco com a subida do nível das águas
Conheça as regiões de Portugal em risco com a subida do nível das águas

A Ásia será o continente mais afetado pela subida do nível das águas dos oceanos a partir de 2050. Quem diz é o estudo divulgado esta terça-feira na revista científica Nature Communications. Além disso, no artigo pode ler-se que 300 milhões de pessoas estão em zona de risco de inundação.

Mas, se não forem adotadas medidas para combater as alterações climáticas, em 2100, prevê-se que o número aumente para o dobro, chegando aos 630 milhões.

De acordo com o estudo, só na Ásia, 237 milhões podem perder a vida se as águas do mar subirem. Tudo indica que este será, portanto, o continente mais prejudicado. Nomeadamente a China, Bangladesh, Vietname, Índia, Indonésia e Tailândia. Só a China terá 93 milhões de pessoas em risco.

E Portugal?
Portugal também estará incluído. No mapa interativo, disponibilizado pelos autores do estudo em colaboração com a organização Climate Central, pode observar-se que existem várias zonas ‘vermelhas’ assinaladas. Viana do Castelo, Vila do Conde, Matosinhos, Espinho, Aveiro, Figueira da Foz, cidades contíguas ao Estuário do Tejo como Lisboa e Vila Franca de Xira, Carregado, e zonas da costa algarvia, são alguns dos exemplos.

Ao que parece, nem a Madeira nem os Açores apresentam zonas de risco para 2050. No entanto, Benjamim Strauss, CEO da Organização Climática dos EUA, chama a atenção para a necessidade de que governos e empresas aeroespaciais apresentem dados mais concretos sobre a elevação geográfica.

Um ponto impressionante que o estudo aborda é que, dependendo das medidas que sejam tomadas agora, as previsões para 2050 pouco mudam. Tudo indica que já é tarde para conseguirmos alterar aquilo que vai acontecer daqui a 31 anos.

Os autores do estudo avisam: se o aumento da temperatura global não ultrapassar os dois graus em relação ao nível pré-industrial, o nível dos oceanos subirá cerca de 50 centímetros até 2100. Porém, se as emissões poluentes continuarem com o mesmo ritmo, a subida do nível das águas será duas vezes mais significativa.  

Alterações climáticas água Portugal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)