Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Presidente da COP26 rejeita que alterações ao texto signifiquem fracasso

Assegurou que o acordo é "um feito histórico.
Lusa 14 de Novembro de 2021 às 12:56
Presidente da cimeira do clima (COP26), Alok Sharma, que decorre em Glasgow
Presidente da cimeira do clima (COP26), Alok Sharma, que decorre em Glasgow FOTO: REUTERS/Yves Herman
O presidente da cimeira do clima de Glasgow (COP26), Alok Sharma, rejeitou este domingo que as mudanças de última hora da China e Índia sobre o fim do carvão signifiquem "um fracasso", assegurando que o acordo é "um feito histórico".

Numa entrevista ao programa de Andrew Marr na BBC, citada pela agência Efe, o responsável britânico disse que o pacto assinado no sábado permite "manter ao alcance" o objetivo planeado no Acordo de Paris de 2015 de limitar a 1,5 graus o aumento da temperatura do planeta neste século.

Alok Sharma também recordou que se completou o normativo para aplicar plenamente o tratado parisiense e se conseguiu "mais dinheiro para os países vulneráveis às alterações climáticas".

COP26 Nações Unidas Glasgow ONU Celsius ambiente aquecimento global política organizações internacionais
Ver comentários