Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Relâmpagos e trovões limpam atmosfera através de moléculas de nitrogénio e oxigénio

São produzidas grandes quantidades de hidroxila e a hidroperoxila responsáveis por reagir contra o gás metano.
Correio da Manhã 6 de Maio de 2021 às 01:08
Relâmpago
Relâmpago
Os relâmpagos são capazes de libertar moléculas de nitrogénio e oxigénio na atmosfera. Estes elementos químicos eliminam outros responsáveis pela destruição da camada de ozono, constituída em parte da atmosfera.

De acordo com o Science Daily, uma descoberta por parte de químicos atmosféricos e cientistas especializados em raios revelou que são produzidas grandes quantidades de hidroxila (OH) e a hidroperoxila (HO2) durante as descargas elétricas de relâmpagos e trovões.

O OH é um dos mais importantes elementos químicos que compõem a atmosfera, sendo responsável por reagir contra as moléculas de metano, principal poluente da atmosfera. 

No estudo, foram tratados dados de uma experiência de 2012, em que um avião sobrevoou o estado de Colorado, nos EUA, e os viajantes observaram as mudanças químicas que tempestades e relâmpagos provocam. Um professor de meteorologia da Universidade Estadual da Pensilvânia, William H. Brune, decidiu aprofundar a análise do fenómeno. 

Ora, a maioria dos raios nunca chegam a atingir o solo e são esses que criam reações na atmosfera. A libertação de OH e HO2 pelos relâmpagos conseguem proteger (em parte) a camada de ozono de gases poluentes.

William H. Brune recorda que "os resultados são altamente incertos, porque não sabemos como essas medições se aplicam ao resto do planeta. Nós só sobrevoámos Colorado e Oklahoma. A maioria das tempestades está nos trópicos."
Colorado OH HO2 William H. Brune ambiente ciência e tecnologia ciência (geral) meteorologia
Ver comentários