Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

12 golfinhos mortos em apenas duas semanas na costa alentejana

Pelo menos dois estavam decapitados.
Sofia Garcia 1 de Fevereiro de 2018 às 20:11
Golfinho morto
Golfinho morto FOTO: Direitos Reservados
Em apenas 15 dias, 12 golfinhos comuns deram à costa entre Melides (Grândola) e a Comporta (Alcácer do Sal). Pelo menos dois estavam decapitados.

Só no dia 17 de janeiro, funcionários da autarquia de Grândola recolheram oito exemplares daquela espécie protegida. No dia 31, o mesmo município fez o levantamento de quatro cadáveres, dois deles decapitados.
 

Ao CM, o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) desconhece os casos tendo apenas um registo de ocorrência semelhante. Ao tomar contacto com fotos dos animais decapitados, Marina Sequeira, do ICNF, garante tratarem-se de animais decapitados de forma intencional.

"As fotografias são horríveis. Vê-se que é um corte feito com faca, não é um corte natural e o animal está fresco. Tem também indícios de ter sido uma captura acidental".

Fonte do município de Grândola diz que é habitual os exemplares ficarem presos nas redes de pesca. "As espécies ficam presas nas redes das embarcações, nacionais e internacionais, e a forma mais fácil de desenlear a carcaça da rede é decapitá-la". 
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)