Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Almaraz é uma ‘bomba-relógio’

Mais de 1500 pessoas protestaram junto à central nuclear.
Cláudia Machado 12 de Junho de 2016 às 12:04
Central nuclear de Almaraz
Central nuclear de Almaraz FOTO: Nuno Veiga
Mais de 1500 pessoas, incluindo 500 portugueses, protestaram este sábado junto à central nuclear de Almaraz, em Cáceres (Espanha), para exigir o encerramento do que consideram ser uma "bomba-relógio". Esta foi a primeira marcha organizada pela plataforma ibérica que envolve 20 associações nacionais.

"A cada dia que passa, aumenta o risco de ocorrer um incidente grave. É uma bomba- -relógio", disse ao CM Nuno Sequeira, da Quercus, presente na manifestação. O ambientalista alerta para a proximidade da central a Portugal, "cerca de 100 quilómetros", e para "os incidentes que ocorrem com muita regularidade". "Devia ter encerrado em 2010", conclui.n

Cáceres Espanha Nuno Sequeira Quercus Portugal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)