Regulador critica INEM, São José e Garcia de Orta no atendimento de doente com aneurisma

Doente de 75 anos morreu após quatro horas sem cuidados especializados.
Por Lusa|12.02.18
  • partilhe
  • 2
  • +
A Entidade Reguladora da Saúde (ERS) criticou a conduta dos hospitais de São José (Lisboa) e Garcia de Orta (Almada), bem como do INEM, no atendimento de um doente com aneurisma, que morreu após quatro horas sem cuidados especializados.

O caso ocorreu em 12 de julho de 2016, quando um doente de 75 anos deu entrada no Centro Hospitalar Médio Tejo (CHMT) com uma "extensa hemorragia subaracnoídea bi-hemisférica por provável rutura aneurismática".

Esta unidade de saúde contactou o Hospital de São José (a unidade de referência do CHMT para a especialidade de neurocirurgia) e depois o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, os quais disseram não ter vaga para receber o doente.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!