Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Enfermeiros mantêm greve mas admitem suspendê-la se Governo marcar nova reunião

Governo reuniu-se com os sindicatos de enfermeiros para nova ronda negocial.
11 de Janeiro de 2019 às 21:10
Enfermeira
Enfermeiro
Enfermeiros
Enfermeira
Enfermeiro
Enfermeiros
Enfermeira
Enfermeiro
Enfermeiros
Os sindicatos de enfermeiros mantêm a "greve cirúrgica" com início previsto para segunda-feira, mas admitem suspendê-la se o Governo confirmar antes do arranque da paralisação uma nova reunião negocial a 17 de janeiro.

"Neste momento, nós comprometemo-nos a suspender a greve caso nos seja confirmada a reunião de dia 17 com os dois ministérios [Saúde e Finanças] e com esta mesa negocial para tentarmos de facto chegarmos a um compromisso", disse à Lusa Lúcia Leite, dirigente da Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros (ASPE).

O Governo reuniu-se hoje, com os sindicatos de enfermeiros para nova ronda negocial relativa à carreira de enfermagem, que resultou em algumas cedências aos profissionais - como a criação da categoria de enfermeiro especialista e o descongelamento das progressões na carreira - mas não em todas as reivindicações sindicais, que exigem também aumentos salariais e a antecipação da idade da reforma.

A greve está marcada até 28 de fevereiro nos blocos cirúrgicos de sete centros hospitalares.
Governo Lusa Finanças Saúde Lúcia Leite enfermeiro saúde saúde trabalho profissionais de saúde
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)