Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Cerca de 24 mil professores colocados nas escolas públicas

13 mil dos docentes ficaram no mesmo estabelecimento em que estavam no ano anterior.
Correio da Manhã 16 de Agosto de 2019 às 11:08
Professores do 1º e 2º ciclo são obrigados a realizar o exame nacional de Matemática no Ensino Secundário
Professores
Professores do 1º e 2º ciclo são obrigados a realizar o exame nacional de Matemática no Ensino Secundário
Professores
Professores do 1º e 2º ciclo são obrigados a realizar o exame nacional de Matemática no Ensino Secundário
Professores
Cerca de 24 mil professores ficaram esta sexta-feira colocados em escolas do Ministério da Educação, 13 mil deles no mesmo estabelecimento em que estavam no ano anterior, avança o Ministério da Educação numa nota à comunicação social enviada esta sexta-feira.

Esta é a primeira vez que a lista de colocações de professores para o próximo ano letivo, 2019-2020, é divulgada um mês antes do início das aulas. O governo justifica esta decisão para que os docentes possam ter mais tempo para se prepararem para o inicio das aulas. 

As listas são então referentes "à mobilidade interna, relativa a docentes do quadro (QA/QE e QZP1), e à colocação inicial, para os docentes contratados", como avança o ministério.

Como tal, no regime de mobilidade interna foram "distribuídos mais de 1.700 horários completos e cerca de 400 horários incompletos", sendo que os restantes 13 mil docentes "mantiveram a colocação nas escolas onde estiveram no ano letivo anterior".

Cerca de 300 docentes ficaram em "ausência de componente lectiva" e serão colocados "prioritariamente" nas listas de espera de recrutamento.

O Ministério da Educação indica também que, durante os quatro anos da atual legislatura, cerca de oito mil professores ficaram vinculados aos quadros.


Ministério da Educação educação ensino professores
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)