Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

270 milhões de idas às praias

Calor e insegurança na Europa levaram a mais banhistas nas praias nacionais.
Cristina Serra 2 de Setembro de 2016 às 08:44
As altas temperaturas levaram milhares de pessoas às praias para se refrescarem junto do mar
As altas temperaturas levaram milhares de pessoas às praias para se refrescarem junto do mar FOTO: Sérgio Lemos
O tempo quente que se fez sentir neste verão, as altas temperaturas da água do mar – as mais quentes dos últimos 35 anos – e a opção de muitas famílias portuguesas em fazer as férias em Portugal, devido à insegurança na Europa, são fatores que levaram a um aumento da procura pelos areais nacionais. O Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) estima em 270 milhões o número de idas às praias portuguesas durante esta época balnear, de 1 de maio a 15 de outubro.

Ao CM, o comandante Nuno Leitão, relações-públicas do ISN, explica como se chega a esse número: "Através de uma amostra, extrapolamos para a população o número de idas à praia. Perguntamos quantas vezes vão à praia, em que circunstâncias, férias ou ao final do dia, e em que período. Se somarmos aos doze milhões de turistas, estimamos em 270 milhões as idas à praia."

Na época balnear registaram-se 11 mortes nas praias vigiadas e não vigiadas, mais quatro vítimas mortais do que em 2015. Nas praias não vigiadas morreram sete pessoas, a mais nova com 14 anos e a mais velha com 83 anos. Nas vigiadas morreram quatro pessoas, entre os 20 e os 77 anos – neste caso, por morte súbita. Nuno Leitão justifica o aumento de óbitos com a maior afluência de banhistas. "Este verão foi mais quente. Em comparação, na segunda quinzena de julho de 2015 choveu muito."

Já o número de crianças perdidas diminuiu, passando dos 203 casos em 2015 para os 62 ocorridos este ano. "As famílias estão mais cautelosas com os filhos e as campanhas estão a produzir resultados."
praias calor insegurança calor banhistas praias nacionais portugal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)