Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

“A escola é cada vez menos interessante”

António Avelãs, Dirigente da Fenprof, falou ao 'Correio da Manhã' sobre o Ensino em Portugal.
26 de Outubro de 2008 às 00:30
“A escola é cada vez menos interessante”
“A escola é cada vez menos interessante”

Correio da Manhã – Como está a escola em Portugal?

António Avelãs – Globalmente não melhorou. Podem ter existido alterações positivas, mas na generalidade não melhorou. A escola é cada vez menos interessante para os alunos, porque aprendem cada vez menos. Para os professores não é interessante, porque não realizam a sua função principal de ensinar. Passam o tempo dispersos em tantas coisas diferentes que dificultam a tarefa. Se em algumas escolas melhorou, em muitas outras piorou bastante.

– Quais são as medidas positivas deste Governo?

– A requalificação das escolas. A preocupação de encerrar escolas do 1.º Ciclo sem condições para funcionar é positivo. O esforço que existe de informatizar as escolas também é, apesar de todas as questões paralelas associadas.

– É suficiente?

– Não. Essas medidas não compensam a sensação de desconforto que os professores têm com as restantes alterações.

– Como analisa o comportamento do Governo?

– Este Governo tem por hábito apresentar como grande novidade aquilo que não é. A avaliação de professores já existia, o estatuto do aluno também.

– José Sócrates lamenta que os sindicatos não estejam a cumprir o acordo assinado...

– Nós lamentamos é que a ministra da Educação continue a achar que as suas teorias e esquemas são mais importantes do que a realidade. Apresentam esquemas teóricos que deveriam funcionar bem e depois, na realidade, é exactamente o contrário.

– Como o processo de avaliação dos professores?

– A avaliação dos professores podia ser bastante útil se fosse feito com bom senso. Acabou por tornar-se um verdadeiro pesadelo e basta entrar nas escolas para perceber isso.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)