Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Academia e floresta reúnem-se em Lisboa

Atores da floresta vão debater ideias com especialistas, investigadores e público em geral.
2 de Novembro de 2018 às 08:29
Elvira Fortunato leva para debate as novas problemáticas e o melhor aproveitamento da floresta portuguesa
Limpeza das florestas
Árvores
Elvira Fortunato leva para debate as novas problemáticas e o melhor aproveitamento da floresta portuguesa
Limpeza das florestas
Árvores
Elvira Fortunato leva para debate as novas problemáticas e o melhor aproveitamento da floresta portuguesa
Limpeza das florestas
Árvores
Com a participação da premiada cientista Elvira Fortunato, realiza-se dia 12 na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, o ‘Live Lab Floresta e Academia’. Esta é uma iniciativa no âmbito da segunda edição do Prémio Floresta e Sustentabilidade e que lança à comunidade o desafio de refletir sobre o contributo das universidades, institutos e investigadores para um nova visão sobre a floresta portuguesa.

À investigadora Elvira Fortunato irão juntar-se Carlos Amaral Vieira (da CELPA), Domingos Manuel Lopes (diretor do Departamento de Ciências Florestais e Arquitetura Paisagística da UTAD), António Bento Gonçalves (Universidade do Minho), Abílio Pacheco (INESCTEC - Universidade do Porto), Rogério Rodrigues (presidente do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas) e Helena Pereira (ISA e Fundação para a Ciência e Tecnologia).

Ao Correio da Manhã, Elvira Fortunato adiantou que a sua intervenção irá abordar a sustentabilidade da eletrónica. "Podemos utilizar materiais derivados da madeira como é o caso da celulose para sistemas eletrónicos e as suas aplicações em embalagens inteligentes, por exemplo".

Afirmando que é preciso ‘recrutar’ conhecimento para a floresta, a investigadora realçou o seu papel: "Não tendo petróleo temos outras riquezas e a floresta é uma delas. Temos de a respeitar e acima de tudo tirar partido do que ela nos pode dar, especialmente em produtos de valor acrescentado como a eletrónica de papel."

Inscrição no ‘Live Lab’ é gratuita
A participação no ‘Live Lab Floresta e Sustentabilidade’ é gratuita mas as inscrições são obrigatórias e devem ser feitas através do site: premiofloresta.cmjornal.xl.pt.

Esta é uma iniciativa que pretende alargar o debate a toda a comunidade, num formato de proximidade em que o público pode interpelar os oradores e partilhar as suas ideias e inquietações. O início da sessão está previsto para as 9h30, na sala 2 da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Candidaturas estão quase a chegar ao fim
 Recorde-se que o prazo para entrega das candidaturas para o Prémio Floresta e Sustentabilidade (organizado em conjunto pela CELPA - Associação da Indústria Papeleira e pela Cofina) foi prolongado até ao final do ano, mais concretamente até 31 de dezembro de 2018 em www.premiofloresta.cmjornal.xl.pt.

A categoria Escolas e Floresta continua a poder receber os seus projetos até 31 de janeiro de 2019.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)