Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Acamado em estábulo vai para lar

Até agora, o doente tinha apenas a ajuda de um amigo e da Misericórdia de Silves.
A.P. 24 de Maio de 2017 às 08:45
José Manuel Fernandes passa os dias deitado, ao lado de manjedouras, num cenário de grande degradação
José Manuel Fernandes passa os dias deitado, ao lado de manjedouras, num cenário de grande degradação
José Manuel Fernandes passa os dias deitado, ao lado de manjedouras, num cenário de grande degradação
José Manuel Fernandes passa os dias deitado, ao lado de manjedouras, num cenário de grande degradação
José Manuel Fernandes passa os dias deitado, ao lado de manjedouras, num cenário de grande degradação
José Manuel Fernandes passa os dias deitado, ao lado de manjedouras, num cenário de grande degradação
José Manuel Fernandes passa os dias deitado, ao lado de manjedouras, num cenário de grande degradação
José Manuel Fernandes passa os dias deitado, ao lado de manjedouras, num cenário de grande degradação
José Manuel Fernandes passa os dias deitado, ao lado de manjedouras, num cenário de grande degradação
Há dois anos que José Fernandes vive num estábulo de vacas em ruínas, em Odelouca, Silves. O antigo pedreiro de 65 anos, desempregado, que partiu três costelas numa queda tendo ficado preso à cama, vai agora ser levado para um lar, onde ficará até se sentir recuperado.

A garantia foi dada pela Segurança Social , depois de o CM ter divulgado o caso.


Até agora, o doente tinha apenas a ajuda de um amigo e da Misericórdia de Silves.

De acordo com a Segurança Social, José Fernandes já estava referenciado para ir para um lar de idosos mas sempre manifestou "muita resistência" em abandonar o local onde vive, apesar da falta de condições.
José Fernandes pedreiro Odelouca Silves Segurança Social Misericórdia estábulo lar
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)