Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

“Aceitei o que Deus escolheu”

Duvidou. Chegou mesmo a rejeitar, mas não resistiu ao "chamamento de Deus". Ana Cristina Carvalho, 29 anos, fez ontem os votos perpétuos na Congregação da Divina Providência e Sagrada Família, em Braga. "Foi o dia mais feliz da minha vida", disse ao CM, com um sorriso rasgado, a mais jovem freira da congregação católica. "Fui sentindo pequenos ‘toques’ de Deus ao longo da adolescência, mas não decidi de imediato que queria seguir estecaminho. Queria ser uma jovem como as outras: passear, namorar e casar",contou, entre risos tímidos, a jovem de Arroios, Vila Real.
12 de Agosto de 2012 às 01:00
Ana Cristina Carvalho, 29 anos, é a freira mais jovem da Congregação da Divina Providência
Ana Cristina Carvalho, 29 anos, é a freira mais jovem da Congregação da Divina Providência FOTO: EDUARDO MARTINS

Aos 16 anos, tomou a decisão de "dizer sim ao chamamento", e ingressou na vida religiosa. "Aceitei o caminho que Deus escolheu para mim", confessou a jovem que aos três anos dizia querer ser freira.

Os pais e as duas irmãs vivem no Luxemburgo, mas Ana Cristina mantém o contacto regular com eles. A irmã Ana Cristina professou os primeiros votos em Agosto de 2005. Há cerca de um ano cuida de idosos carenciados no Lar da Sagrada Família, em Vila Verde. "É ali, com os idosos, que mais sentimos a crise",referiu, sublinhando que a crise económica não passa ao lado da clausura dos conventos. "Também temos contas para pagar", rematou.

BRAGA FREIRA BRAGA CONGREGAÇÃO DA DIVINA PROVIDÊNCIA E SAGRADA FAMÍLIA
Ver comentários